Mundo Trump terá ameaçado sair da NATO

Trump terá ameaçado sair da NATO

Trump deixou a ameaça de "graves consequências" se os países membros da NATO não aceitarem imediatamente aumentar as metas de despesa, noticiou o político, que cita diplomatas e fontes da organização.
Trump terá ameaçado sair da NATO
epa
Negócios 12 de julho de 2018 às 11:03

O presidente dos Estados Unidos ameaçou abandonar a NATO se os aliados não se comprometerem com um aumento da despesa militar.

 

Trump deixou a ameaça de "graves consequências" se os países membros da NATO não aceitarem imediatamente aumentar as metas de despesa, noticiou o Politico, que cita diplomatas e fontes da organização.

Os media que estão a acompanhar a reunião em Bruxelas dividem-se sobre a interpretação das palavras que Trump disse aos seus homólogos. O Político cita diplomatas a pedir cautela na interpretação das declarações de Trump, mas também cita outros que consideram ter sido uma clara ameaça de retirada dos EUA da NATO.

De acordo com diplomatas citados pelo Político, Trump disse que se os aliados não aumentarem as contribuições, "faremos as coisas sozinhos".

Certo é que a imprensa internacional dá conta que o arranque da reunião de hoje foi tenso, tendo o  presidente dos Estados Unidos quebrado o protocolo e apelando directamente a Merkel: "Angela, tens que fazer alguma coisa sobre isto".

Perante os acontecimentos, o secretário-geral Jens Stoltenberg, convocou de imediato uma reunião de emergência apenas com os aliados, convidando os participantes na cimeira a sair da reunião.  

"Tivemos uma cimeira muito intensa", confessou a chanceler alemã aos jornalistas, citada pela Reuters. A agência de notícias adianta que não estava previsto mas o presidente dos Estados Unidos vai fazer declarações aos jornalistas sobre o que se passou na cimeira desta quinta-feira.

As fontes do Político dão conta que Trump terá ficado furioso com a cobertura que os media fizeram dos resultados da reunião de ontem, argumentando que a reunião de quarta-feira decorreu de forma calma.

Despesa de 4% do PIB

Na quarta-feira, Donald Trump tinha pedido aos líderes da NATO um aumento para 4% do PIB nas despesas militares, um valor que é o dobro da meta actual que não é cumprida por grande parte dos países.

 

No twitter, Donald Trump comentou a reunião da NATO, voltando a criticar a Alemanha e a exigir que os membros da Aliança aumentem imediatamente as contribuições para 2%.

 

Trump "sugeriu que não só os países aumentem as contribuições para 2% do PIB, mas que aumentem para 4%", afirmou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders. "Trump quer ver os nossos aliados a partilharem uma maior fatia da despesa e que no mínimo cumpram com as suas obrigações". Sarah Sanders recordou que Donald Trump já tinha feito a mesma proposta na cimeira da NATO do ano passado. 

Os chefes de Estado e de Governo da Aliança Atlântica comprometeram-se na cimeira do País de Gales de 2014 a canalizar 2% do seu PIB para despesas em Defesa no prazo de uma década, um compromisso que se converteu na principal exigência do presidente norte-americano aos restantes membros da NATO.




Saber mais e Alertas
pub