Política Monetária Constâncio: Compra de activos pelo BCE será equacionada "em situação muito extrema"

Constâncio: Compra de activos pelo BCE será equacionada "em situação muito extrema"

O vice-presidente do BCE assegura que a posição do BCE em relação a um eventual programa generalizado de compra de activos não é um "bluff", ainda que deva ser apenas equacionado numa "situação muito extrema".
Constâncio: Compra de activos pelo BCE será equacionada "em situação muito extrema"
Edgar Caetano 06 de junho de 2014 às 16:18

Um programa generalizado de compra de activos financeiros em larga escala, em moldes semelhantes ao que está a ser feito nos Estados Unidos, Reino Unido e Japão, continua a ser uma opção para o Banco Central Europeu (BCE), diz Vítor Constâncio, um dia depois da reunião do Conselho de Governadores.

 

O português garante que a posição do BCE sobre esta possibilidade "não é um 'bluff'". Draghi afirmou na véspera que, "se necessário, o BCE admite recorrer também a ferramentas não convencionais de política monetária", entre as quais um programa de expansão monetária.

 

Constâncio afirma, no entanto, que esse é um mecanismo a contemplar "apenas numa situação muito extrema". O vice-presidente usou uma formulação similar (exceptuando o "muito") para se referir, em Novembro, à possibilidade de baixar a taxa dos depósitos para "terreno" negativo, o que foi decidido ontem, dia 5 de Junho.

 

Esta sexta-feira, Constâncio afirmou que "se virmos a emergência de um círculo vicioso a partir da inflação baixa e um desancorar das expectativas [de inflação] e um choque que crie uma espiral negativa, isso obrigaria ao uso de um programa de compras de activos em larga escala".

 

Vítor Constâncio acrescentou que o impacto do pacote de medidas anunciado quinta-feira deverá ser avaliado na recta final do ano, uma vez concluído o exame à qualidade dos activos bancários que o BCE está a promover e quando decorrer o segundo dos dois leilões de concessão de liquidez a quatro anos, vocacionado para empréstimos às empresas.




Saber mais e Alertas
pub