Política Congresso do CDS marcado para 12 e 13 de Março em "noite comovente" de Portas

Congresso do CDS marcado para 12 e 13 de Março em "noite comovente" de Portas

O Congresso do Nacional do CDS, que irá eleger o sucessor de Paulo Portas, ficou marcado para 12 e 13 de Março. Portas, à saída do Conselho Nacional, disse ter saído uma noite comovente.
Congresso do CDS marcado para 12 e 13 de Março em "noite comovente" de Portas
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios com Lusa 09 de janeiro de 2016 às 01:44

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, disse ter vivido hoje "uma noite comovente" de despedida do partido perante o Conselho Nacional e pediu que não lhe perguntem onde estará daqui a dez anos.

"Foi uma noite comovente. A minha relação com os eleitores do CDS ou os militantes do CDS e com muitos portugueses é muito afectiva e é muito carinhosa. Foi uma noite bonita, que eu quis que fosse serena", afirmou Paulo Portas.

Sem que lho perguntassem, o ainda presidente centrista, que não se recandidata à liderança, afirmou: "Não me perguntem onde vou estar daqui a dez anos".

"Se Deus me der saúde estarei bem com certeza e serei certamente do CDS", acrescentou.

Portas sublinhou ter "a maior confiança na nova geração do CDS": "Acho que há gente óptima para abrir alas ao futuro".

O Conselho Nacional do CDS marcou o 26.º Congresso para os dias 12 e 13 de Março, em local a definir. O prazo para a entrega de moções termina no dia 26 de Fevereiro. O Conselho Nacional do CDS-PP foi um momento de despedida e louvor ao presidente, Paulo Portas, que não envolveu pré-anúncios de candidaturas à sucessão, disse Telmo Correia.

"Todos aqueles que poderão estar a ponderar essa candidatura ninguém quis fazer deste Conselho Nacional um pré-anúncio, uma pré-discussão, ou esse mesmo debate, precisamente por respeitar o momento importante de hoje, que é um momento de último Conselho Nacional de Paulo Portas, de despedida, agradecimento e louvor ao seu trabalho", afirmou o presidente do Conselho Nacional, Telmo Correia.

A definição do quadro da sucessão à liderança de Paulo Portas começa a desenhar-se na próxima semana: "Essa discussão começará - teremos um fim de semana, espero eu - a partir da próxima semana", disse.

O Conselho Nacional aprovou por unanimidade um voto de louvor e agradecimento a Paulo Portas, que lidera o partido desde 1998, tendo estado fora da direcção centrista apenas durante dois anos, entre 2005 e 2007, na presidência de José Ribeiro e Castro.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

E tribubunal com a bicha?

Anónimo Há 2 semanas

O cds mais parece um partido TRAMPOLIM:o freitas do amaral inventou este partido e trampolinou para o partido do habil,o basilio horta seguiu-lhe as peugadas parece por agora ter estancado,a ver vamos.

Anónimo Há 2 semanas

E pena Paulo portas ser o unico "comovente na anunciada retirada do partido e da vida politica activa."Vai deixar a girigonca mergulhada numa girigoncada.Daqui daqui a nada o barracao parlamentar fica a feicao do feioso f.rodrigues,e so ganapada vai ter por onde se estender.

Anónimo Há 2 semanas

La vai o jerominho canhoteiro passar a quarta forca partidaria em portugal.Ja vai poder desenterrerar o fescoco Escondido entre os ombros da fantasia.O Paulo vai desta maneira tentar pautar a popularidade entre os seus "AGARREI-ME SENAO EU FUJO" ja o manuel Monteiro era assim costela familiar.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub