Política Jerónimo reitera que durabilidade do Governo depende da forma como PS governar

Jerónimo reitera que durabilidade do Governo depende da forma como PS governar

O secretário-geral do PCP reiterou que a durabilidade do Governo depende sobretudo do Partido Socialista, e que o actual executivo "terá um futuro prolongado" caso governe a favor dos interesses dos trabalhadores, do povo e do país.
Jerónimo reitera que durabilidade do Governo depende da forma como PS governar
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 09 de Janeiro de 2016 às 20:11

"Quando nos perguntam sobre a durabilidade do Governo, a nossa resposta só pode ser uma: este Governo será uma solução tanto mais duradoura conforme respeitar os direitos, os anseios do povo português", afirmou Jerónimo de Sousa, durante o seu discurso num almoço-convívio, em Lisboa, de apoio a Edgar Silva, candidato presidencial do PCP.

"Nesse sentido, a responsabilidade está, de facto, no Partido Socialista. Pode contar com a posição construtiva do PCP, para examinar problemas, para encontrar soluções, mas quem pode ter um papel determinante é o Governo, porque, se governar contra os interesses dos trabalhadores e do povo, não vai longe; se governar a favor dos interesses dos trabalhadores, do povo e do país, vai longe com certeza e terá um futuro prolongado", acrescentou Jerónimo de Sousa.

O secretário-geral do PCP reafirmou, perante uma sala cheia de apoiantes, que o partido irá sempre "honrar a palavra dada e o compromisso" assumidos com o Partido Socialista na sequência das eleições legislativas de 4 de Outubro do ano passado.

Em relação às divergências já assumidas publicamente com o PS, em matérias como o Banif, a Taxa Social Única ou quanto à possível privatização da CP-Carga, Jerónimo de Sousa salientou que essa também será a postura do PCP sempre que estiver em desacordo.

"Naquilo que for diferente e divergente não contem naturalmente com o PCP, porque há que não esquecer que, independentemente desse desfecho importante e que nós valorizamos muito [formação de um Governo PS), o primeiro e principal compromisso do PCP é com os trabalhadores e com o povo português, tendo em conta a palavra dada durante a campanha eleitoral", disse o líder comunista.




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado KLOSS 10.01.2016

Quando a que perguntam a este trabalhador metalúrgico os contratos não são para cumprir por isso os mais pobres e que tem de pagar,ou ele que já destruiu todas as empresas que existiam em volta da sua terra e que empregavam milhares de trabalhadores,

comentários mais recentes
Anónimo 10.01.2016

Esta figura sinistra gosta tanto dos pobres que faz tudo para os multiplicar por cem. Quem seria ele se não houvesse pobres de espirito.?

Ricky 10.01.2016

E faz muito bem. Nesta altura ainda há muita injustiça praticada pelos ladroes de velhinhos do governo anterior que ainda não está resolvida. Ex: complementos de reforma e respectivos seguros de saúde!

KLOSS 10.01.2016

Quando a que perguntam a este trabalhador metalúrgico os contratos não são para cumprir por isso os mais pobres e que tem de pagar,ou ele que já destruiu todas as empresas que existiam em volta da sua terra e que empregavam milhares de trabalhadores,

judas 09.01.2016

ha ha ha

ver mais comentários
pub