Política Partidos do Governo sobem nas intenções de voto mas o PS mantém liderança

Partidos do Governo sobem nas intenções de voto mas o PS mantém liderança

As duas forças partidárias que formam a coligação de Governo conseguiram subir na sondagem da Eurosondagem. O PS apesar de uma ligeira descida continua a liderar as intenções de voto. Os partidos mais à esquerda apresentam variações inversas: PCP sobe enquanto o BE desce.
Partidos do Governo sobem nas intenções de voto mas o PS mantém liderança
Paulo Duarte/Negócios
David Santiago 14 de março de 2014 às 16:25

A última sondagem da Eurosondagem para a “Sic” e o “Expresso” mostra que os dois partidos do Governo, PSD e CDS, mantêm a tendência de crescimento revelada na última sondagem feita por esta empresa. O PSD sobe 1 ponto percentual para 26,6% das intenções de voto e o CDS cresce 0,7 para 8,4%, numa altura em que se aproxima o final do programa de ajustamento.

 

Apesar desta subida, se as eleições fossem hoje realizadas, os partidos da coligação do Governo não conseguiriam, juntos, superar o resultado dos socialistas.

 

Mesmo mantendo a posição de força política com maior preferência junto dos eleitores, o PS desce 0,3 pontos para 36,6% das intenções de voto. Já a CDU mantém a tendência de crescimento registada nas últimas sondagens e estabiliza enquanto terceira maior força partidária no quadro político português.

 

A coligação liderada por Jerónimo de Sousa consegue subir 0,6 pontos para 11,1%. Por outro lado, o Bloco de Esquerda regista nova quebra nas intenções de voto depois de na última sondagem ter registado um crescimento de 0,4 pontos. Desta feita os bloquistas registam uma descida ligeira de 0,1 pontos para 6,9%.

 

Em relação aos índices de popularidade o destaque vai para o Presidente da República, Cavaco Silva, que apresenta a maior variação positiva entre os principais protagonistas do panorama político nacional. Cavaco sobe 3,4 pontos e aproxima-se do secretário-geral socialista, António José Seguro, que continua a ser o líder partidário mais popular para os portugueses.

 

Nesta sondagem verifica-se que entre os líderes partidários apenas a dupla directiva do BE apresenta uma variação negativa. Os dois coordenadores do Bloco, João Semedo e Cataria Martins, descem 1 ponto.

 

Seguro sobe 1,2 pontos, Pedro Passos Coelho, líder social-democrata, sobe 1,5 pontos, Paulo Portas, presidente do CDS, cresce 1,9 pontos e Jerónimo de Sousa aumenta 0,2 pontos.

 

Entre as principais personagens políticas apenas Pedro Passos Coelho e a dupla do BE mantêm uma avaliação global, em termos de popularidade, negativa.




A sua opinião73
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Beatriz Santos 14.03.2014

Empate técnico entre os dois partidos que apoiam o Governo e o Partido Socialista. Na verdade, e apesar dos sacrifícios que foram impostos mas eram inevitáveis, só não se percebe como ainda há 36% de almas piedosas que neste pais querem que o PS volte ao Governo. Só devido ao elevado e inultrapassável grau de iliteracia do povo português. Não e de admirar o ponto a que tudo chegou! Triste.

comentários mais recentes
massive 16.03.2014

...os media,quaisquer que forem .comportam-se como uma força de esquerda ... o CDS/PP também é poupado aos piores ataques por 2 razões:
o CDS foi aliado do PS até há relativamente pouco tempo e há muitos 'notáveis' do CDS/PP que têm uma enorme tendência para cantar cantigas de embalar...falar meias verdades e folclore...e serem visceralmente mais próximos do PS.Para resolver problemas e 'rabos'que outros deixam há só um partido que conta o PSD, com todos os defeitos,'assassinos' internos e senhores que se consideravam barões,o PSD está cada vez mais longe desses ´senhores'...eles próprios tendem a autoexcluir-se e passaram a ser irrelevantes...a renovação dos partidos começou e não ficará pedra sobre pedra...só o PC ficará igual a si pp,agressivo e imutável até que acabará por ser residual...os media à revelia da opinião maioritária e mais amadurecida,proporcionam muita publicidade ao PC.O PC tem poucos votos ( menos de 10%) mas tem muita publicidade gratuita e muito poder...ainda...

JR 16.03.2014

Não acredito nesta eurosondagem. Ela é comandada por um socialista e também,já tenho lido sondagens desta empresa, favorecendo claramente os interesses do PS. Na minha opinião, há muita gente descontente mas esses, são quase todos do PCP e BE e se não fosse a necessidade de cortar na despesa do estado, prejudicando os funcionários públicos, o governo, ganharia de caras, as novas eleições, podem apostar

Anónimo 15.03.2014

mesmo com tantas medidas impopulares devidas ao facto do PS ter deixado o país falido o facto do PSD e o CDS continuarem a subir nas sondagens é notavel.

X 15.03.2014

Sondagens tendenciosas, o Passinhos JAMAIS ganha umas eleições.
Quem é que vota neste aldrabão, só mesmo os que comem na Gamela.
Pensionistas, FP, Militares, Professores, Polícias GNR, quem vota nele? Uma minoria. O Eça de Queirós há mais de 100 anos disse: "Os políticos e as fraldas têm que ser mudadas frequentemente pelas mesmas razões".
E este Passinhos só tem feito m...rda.

ver mais comentários
pub