Política Portas: "Não acho que a sede de poder excessiva valha tudo"

Portas: "Não acho que a sede de poder excessiva valha tudo"

"Em 40 anos da democracia, todos os candidatos a primeiro-ministro que venceram as eleições foram indigitados, as suas formações ou coligações formaram Governo e os seus programas de Governo não foram obstaculizados", disse Portas.
Portas: "Não acho que a sede de poder excessiva valha tudo"
Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro 23 de outubro de 2015 às 11:57

O vice-primeiro-ministro considera que o Presidente da República fez bem em indigitar Passos Coelho e sublinha o "aviso à navegação" deixado à esquerda. Aos jornalistas, Paulo Portas atacou também António Costa.


"Não acho que a sede de poder excessiva valha tudo. Se pomos em causa as regras básicas do convívio entre quem ganha e quem não ganha, abrem-se precedentes e degrada-se a democracia", afirmou Paulo Portas, em declarações transmitidas pelos canais de informação. 

 

Para Portas, "em 40 anos da democracia, todos os candidatos a primeiro-ministro que venceram as eleições foram indigitados, as suas formações ou coligações formaram governo e os seus programas de governo não foram obstaculizados".

 

O PS, o Bloco e o PCP já abriram as portas a um chumbo do programa de Governo da Coligação à Frente, formada pelo PSD e pelo CDS, o que, a acontecer, ditará a queda do Executivo. Portas lamenta que, embora haja "posições distintas", não se possa "conviver democraticamente" e caminhar para um diálogo. "Quem vence, governa", repetiu, apesar de nas últimas semanas ter circulado uma notícia sobre declarações num debate, de 2011, em que Portas dizia que deveria o CDS deveria participar numa maioria, mesmo que o PS ganhasse, dado que teria, com o PSD, a maioria dos assentos parlamentares.

 

O vice-primeiro-ministro lamentou ainda que uma alternativa de Governo possa integrar partidos que contestam a presença europeia. "Em Portugal, o Governo sempre foi formado no chamado arco europeu". A acontecer, avisou, "pode causar danos muito sérios à credibilidade de Portugal, ao investimento, à confiança em Portugal". Por isso, Cavaco Silva fez bem em fazer um "aviso à navegação", "responsável", "verdadeiro". Ideias deixadas ontem pelo Chefe de Estado no discurso da indigitação. 

 

Portas não comenta governo de gestão

Questionado pelos jornalistas, Portas recusou-se a falar sobre a sua presença num governo de gestão, caso o primeiro-ministro indigitado não consiga a aprovação parlamentar ao seu programa. "Não sou comentador de cenários".




A sua opinião56
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 23.10.2015

Fala o Sr. Irrevogável, o homem que provocou uma crise politica com consequências económicas para o país só porque queria mais poder no governo... não tem qualquer moral para falar. Nessa altura o presidenta da Republica não estava tão preocupado como agora... mais um hipócrita!

comentários mais recentes
Anónimo 26.10.2015

O trolha analfabeto esquerdista do spam @Miguel Santos postou «Ah!ah!ah! Adeus direitolas tomem Rennie para a azia!!!...» na Sábado, No Público, na TSF, no Económico e em várias notícias.

%%%%% 25.10.2015

Mas q moral tem este irrevogável p falar? Esqueceu-se do q fez para chegar a vice 1º M? VALEU TUDO, até pagarmos milhões pelo seu ato.
Mas c a memória é curta quando convém. Cala-te pq o medo ás vezes assusta.

matita42 25.10.2015

Estamos no novo PREC=

-PORTUGAL
-REGRESSA ao
-ESTADO
-CAÓTICO

Homem sem espelho 24.10.2015

Portas as tuas palavras são dirigidas a ti mesmo,olha para o espelho.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub