Secretário Estado da Energia
"Não abdicamos do compromisso de reduzir as remunerações" da energia
27 Abril 2012, 17:34 por Ana Torres Pereira | atp@negocios.pt
7
Enviar por email
Reportar erro
0
O novo secretário de Estado da Energia, Artur Trindade, assegurou que o Governo mantém o compromisso de "reduzir as remunerações" pagas no sector da energia.
“A redução de custos é prioritária na politica energética”, afirmou Artur Trindade, hoje durante a comissão parlamentar, solicitada pelo Bloco de Esquerda.

O actual secretário de Estado de Energia que veio substituir o demissionário Henrique Gomes, sublinhou que “o sistema eléctrico nacional percorre uma dinâmica de custos que não permite garantir uma sustentabilidade a médio longo prazo”.

O governante foi mais longe dizendo que as “emunerações são irrealistas e no futuro não vão poder ter cumprimento”.

Artur Trindade recordou que a evolução dos custos tem sido ascendente desde 2000, “acentuando-se em 2004 e o principal impulso é em 2006, sobem a um ritmo de 300 milhões ao ano culminando em 2011. Este Governo foi o único que não contribuiu”.

E foi mais longe ao garantir que “o governo vai ficar na história”, por ser o único que irá conseguir reduzir esses custos.

Uma das regras deste sector é que “cada vez que há renegociação (dos contratos), o interesse publico sai prejudicado”, concluiu.



7
Enviar por email
Reportar erro
0