Eleições Trump e Clinton vencem primárias na Florida e Rubio desiste da corrida

Trump e Clinton vencem primárias na Florida e Rubio desiste da corrida

Donald Trump, pelos republicanos, e Hillary Clinton, pelos democratas, são os vencedores das eleições primárias na Florida, segundo as primeiras projecções avançadas esta noite pela imprensa norte-americana.
Trump e Clinton vencem primárias na Florida e Rubio desiste da corrida
Bloomberg
Carla Pedro 16 de março de 2016 às 00:57

Mais uma super-terça-feira nos Estados Unidos, com cinco Estados a pronunciarem-se sobre os candidatos às eleições presidenciais de Novembro deste ano: Florida, Ohio, Carolina do Norte, Illinois e Missouri.

 

Donald Trump foi o vencedor, em representação dos republicanos, das eleições primárias desta terça-feira na Florida, de acordo com as primeiras projecções. Com este resultado, Marco Rubio anunciou a desistência da corrida às presidenciais, uma vez que perdeu no seu Estado-natal.

 

Por seu lado, Hillary Clinton, em representação dos democratas, superou Bernie Sanders e sagrou-se a grande vencedora da noite na Florida.

 

"Trump vai conseguir os 99 delegados republicanos da Florida e Clinton deverá registar também um apoio maciço neste Estado", segundo o The Telegraph.

 

Hillary Clinton era dada também como a vencedora esta noite, pelos democratas, na Carolina do Norte. Trump estava também na liderança deste Estado, mas com Ted Cruz bastante próximo, segundo as projecções quando estavam contabilizados 20% dos votos – às 00:50 de Lisboa.

 

Relativamente ao Ohio, Clinton supera uma vez mais o seu rival democrata Sanders, mas Trump não consegue bater John Kasich – que vence assim no seu Estado de origem e vê a sua campanha ganhar novo fôlego, refere o The Telegraph.

"O Ohio é um grande Estado, com 143 dos 738 delegados esta noite do lado dos democratas, e a senhora Clinton vai vencer depois de ter sofrido uma derrota há uma semana no vizinho Michigan", salientava o jornal.

Hillary Clinton lidera também no Missouri e no Illinois, o mesmo acontecendo com Donald Trump (se bem que no Missouri tenha ainda Ted Cruz no seu encalce).

A ex-secretária de Estado norte-americana já iniciou o seu discurso, tendo demonstrado grande confiança perante os seus apoiantes. "Estamos mais perto de assegurar a nomeação pelo Partido Democrata e de vencer estas eleições em Novembro", afirmou, citada pelo The Guardian.


(notícia actualizada à 01:15)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub