Presidenciais Resultados finais: Marcelo ganhou eleições com 52% dos votos

Resultados finais: Marcelo ganhou eleições com 52% dos votos

Marcelo vai ser o novo Presidente da República. Com todas as freguesias escrutinadas, recolheu 52% dos votos e fez história ao vencer em todos os distritos numa primeira eleição. Marisa Matias chegou aos 10,13% dos votos.
Resultados finais: Marcelo ganhou eleições com 52% dos votos
Miguel Baltazar
Marcelo Rebelo de Sousa venceu as eleições presidenciais deste domingo, 24 de Janeiro, com 52% dos votos, num acto eleitoral em que o candidato apoiado pelo PSD e pelo CDS ficou à frente em todos os distritos do país. Com todas as freguesias apuradas, e apesar da vitória incontestada, Marcelo alcançou o terceiro pior resultado eleitoral de um vencedor à primeira volta em presidenciais. Menos só Cavaco Silva em 2006 (50,54%) e Freitas do Amaral em 1986 (46,31%). 

Dos 4.737.273 votantes, foram 2.410.130 os que votaram no candidato recomendado pelo PSD e CDS.

Atrás de Marcelo ficou Sampaio da Nóvoa com 22,89% dos votos, com o candidato apoiado por Ramalho Eanes, Mário Soares e Jorge Sampaio a atingir somente um dos objectivos a que se tinha proposto. Nóvoa conseguiu ficar na segunda posição e ser o candidato mais votado da área política mais à esquerda, mas não evitou a eleição de Marcelo logo à primeira volta.

Em terceiro lugar e afirmando-se como uma das figuras da noite ficou Marisa Matias, que obteve 10,13% dos votos. Já Maria de Belém não foi além dos 4,24%, seguida de perto do candidato comunista Edgar Silva que com 3,95% dos votos acabou por ficar pouco à frente de Vitorino Silva (3,28%).

Depois surgem Paulo de Morais (2,15%), Henrique Neto (0,84%), Jorge Sequeira (0,3%) e Cândido Ferreira (0,23%). 

As contas finais mostram ainda que a abstenção foi de 51,16%, o que representa o segundo nível abstencionista mais elevado em presidenciais desde 1974.

Com 99,4% das freguesias escrutinadas


Está praticamente terminado. Marcelo Rebelo de Sousa é o novo Presidente da República, tendo recolhido 52,1% dos votos quando estavam escrutinadas 99,4% das freguesias. O ex-presidente do PSD já tinha recolhido 2,38 milhões de votos, deixando a grande distância António Sampaio da Nóvoa, o segundo classificado, que recolheu 22,8% dos votos e pouco mais de um milhão de boletins com a cruz no seu nome.

Marisa Matias foi uma das surpresas destas presidenciais, com um resultado de 10,1%, o equivalente a quase 463 mil votos. A candidata do Bloco de Esquerda é a mulher mais votada de sempre em eleições para a Presidência da República, ultrapassando Maria de Lurdes Pintassilgo, que teve 7,4% dos votos em 1986 e quase 419 mil votos.

Maria de Belém ficou na quarta posição, com 4,2% dos votos e o equivalente a 194 mil votos. Torna-se assim a terceira mulher mais votada em presidenciais, num total de três que se submeteram ao sufrágio presidencial.

Depois de passar o início da noite atrás de Vitorino Silva, o candidato do PCP, Edgar Silva, aproveitou os votos provenientes das maiores freguesias para ultrapassar o calceteiro e garantir o quinto lugar, com 3,9% dos votos e 178 mil boletins.

Vitorino Silva, ou "Tino de Rans", consolidou o lugar de campeão dos pequenos candidatos, obtendo a sexta posição com 3,3%, o equivalente a 150 mil votos. Paulo de Morais, o mediático candidato anti-corrupção, quedou-se pelo sétimo lugar, com 2,2%, 98 mil votos.

O médico Cândido Ferreira foi o último classificado com 0,2%, pouco mais de 10 mil votos.

A abstenção foi de 51,23%, a segunda mais alta de sempre em presidenciais e a mais alta numa primeira eleição para Belém. Só em 2011, na eleição para o segundo mandato de Cavaco Silva, é que a abstenção foi mais alta: 53,36%.

Com 98,09% dos resultados apurados (21:48):

O candidato recomendado pelo PSD e o CDS segue com 52,4% dos votos numa altura em que estão contadas 98,09% das freguesias. Sampaio da Nóvoa recolhe 22,5% dos votos, quase a trinta pontos de distância de Marcelo Rebelo de Sousa. Maria Matias chega finalmente aos 10% dos votos, aumentando o fosso para Maria de Belém, que é cada vez mais quarta classificada com 4,3% dos votos.

Depois de ter passado muito tempo atrás de Vitorino Silva, Edgar Silva já subiu à quinta posição, com 3,9% dos votos, relegando "Tino de Rans" para o sexto lugar, com 3,5% dos boletins, e a uma distância de quase 20 mil votos.

Cândido Ferreira continua na última posição, com 9.464 votos.

Com 91,2% dos resultados apurados (21:15):

Marcelo Rebelo de Sousa segue destacado na liderança das eleições presidenciais, mas com um resultado que vai ficando mais próximo dos 50%. Com 90,4% das freguesias contadas, Marcelo Rebelo de Sousa recolhe 54% dos votos. Sampaio da Nóvoa melhora ligeiramente a sua votação e tem agora 21,5% dos votos. Marisa Matias também reforça a sua votação e está próxima do duplo dígito, com 9,7% dos votos.

Maria de Belém parece ter consolidado a quarta posição, com 4,3% dos votos, enquanto Vitorino Silva, com 3,8%, vê o candidato do PCP, Edgar Silva, cada vez mais próximo com 3,6% dos votos, uma distância de cerca de cinco mil votos.

Cândido Ferreira confirma a última posição com 0,26% dos votos, o equivalente a 7.416 boletins.

Neste momento falta saber os resultados de cerca de três centenas de freguesias. São as maiores, pelo que os resultados ainda não são certos, embora a vitória de Marcelo com mais de 50% dos votos pareça certa.

Com 77,1% dos resultados apurados (20:46):

Marcelo Rebelo de Sousa confirma as projecções mais favoráveis e segue na liderança do escrutínio das presidenciais quando estão apurados os votos em 77,1% das freguesias. O candidato que foi recomendado pelo PSD e pelo CDS recolhe 55,7% dos boletins, deixando a grande distância António Sampaio da Nóvoa, que segue com 20,6%. Confirma-se a terceira posição destacada de Marisa Matias, com 9,2% dos votos, e a queda abrupta de Maria de Belém, que tem 4,2% dos boletins.

É também digno de registo o resultado de Vitorino Silva, conhecido com Tino de Rans, que segue destacado na quinta posição, com 3,9% dos votos, deixando a alguma distância o candidato do PCP, Edgar Silva, que recolhe até ao momento 3,4% dos votos dos portugueses.

Paulo Morais confirma o sétimo lugar que lhe é atribuído pelas sondagens divulgadas pelas televisões e Cândido Ferreira é o candidato menos votado.

Até ao momento já foram contados os votos de 2.392 freguesias. Faltam os resultados de 700, que são aquelas que têm mais eleitores, e que podem ainda levar a algumas mexidas na actual ordenação dos candidatos.

Acompanhe aqui a divulgação dos resultados em directo.

(Notícia actualizada às 00:00)



A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 25.01.2016

E que tal colocarem apenas 1 vez o comentário ?

Anónimo 25.01.2016

Ricardo Salgado deve ter respirado de alívio. O amigo chegou a presidente disto tudo...Siga para a reforma !

AVerVamos 25.01.2016

Espero que o PS de Costa e o PCP de Jerónimo de Sousa saibam ler os resultados. A não ser que optem pela visão de Vera Jardim, corrente dominante e vulgar do PS, assobiam, olham para o lado, e arranjam umas desculpas..Nada de novo no cheiro fétido dominante que vem do Largo do Rato.
PCP - Ou Jerónimo de Sousa (ou quem vier a seguir) de demarca do PS e do BE. Ou o fiel eleitorado comunista faz um upgrade, a custo. É que este fiel eleitorado não gosta de actualizações...
PS - Se dúvidas houveram nos resultados de Outobro de 2015 (que não haviam, mas enfim...), estas ficaram BEM CLARAS e SUBLINHADAS..A candidata oficiosa do PS, foi o que se viu. Mas mesmo somando os candidatos da área do PS (SNóvoa, MBelém e mesmo Vitorino Silva) apenas obtêm 30.41% dos votos contrariamente aos já fracos resultados anteriores 32.31%. O PS conseguiu algo novo que foi uma DERROTA POR MAIORIA ABSOLUTA INQUESTIONAVEL.
Portanto se souberam ler os resultados (enviusados) conforme vos deu jeito em Outobro 2015, o povo Português colocou PRETO NO BRANCO os vosso problemas de leitura. Aliás além de problemas de leitura também têm problemas de matemática!!! São os chamados PALHAÇOS da turma, mas que gostam de dar nas vistas (para alimentar egos e carteiras), e se sentem os BOSS da área.
É ainda importante que o novo PR saiba também ele ler os resultados!!

Arménio 24.01.2016

VIVA A DEMOCARCIA. VIVA A DIREITA. ABAIXO OS XU E OS COMUNAS BATOTEIROS. ESTAO NO PODER NAO PELA DEMOCRACIA MAS PELA BATOTA

ver mais comentários
pub