Presidenciais Minuto-a-minuto: Marcelo deixa a Faculdade onde foi aluno como futuro Presidente

Minuto-a-minuto: Marcelo deixa a Faculdade onde foi aluno como futuro Presidente

Marcelo Rebelo de Sousa escolheu, simbolicamente, a Faculdade de Direito para a sua noite eleitoral, mas demorou a chegar lá. Só depois de conhecidos os números da vitória é que se dirigiu ao local onde proferiu o discurso de vitória, no qual assumiu que seguiria o seu "próprio estilo".
Pedro Elias Pedro Elias Miguel Baltazar Miguel Baltazar Miguel Baltazar Miguel Baltazar Miguel Baltazar Miguel Baltazar Pedro Elias Pedro Elias Pedro Elias Miguel Baltazar Miguel Baltazar Miguel Baltazar Pedro Elias Miguel Baltazar Miguel Baltazar
Miguel Baltazar - Fotografia e Pedro Elias - Fotografia

O Negócios está a acompanhar a noite eleitoral na sede de campanha da Marcelo Rebelo de Sousa, o vencedor e que assumirá o mais alto cargo da nação a 9 de Março.

23:30 - A Faculdade de Direito fica completamente vazia. Está encerrada a noite eleitoral. Agora resta desmontar as cadeiras. Está escolhido o novo Presidente de Portugal. 


23:15 -
Na sala, na qual as pessoas começam a dispersar, partilham-se de forma audível algumas mensagens de vitória e parabéns, que vão sendo trocadas pelos telemóveis.

23:00 -
O Chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, telefonou a Marcelo Rebelo de Sousa quando este ainda se encontrava na sua sede de candidatura, transmitindo-lhe as "suas felicitações pelo êxito alcançado na eleição para a Presidência da República".

 

22:45 - Depois de discursar, Marcelo foi ter com os amigos mais chegados e com a família, numa sala de aula atrás do púlpito onde se declarou como Presidente eleito e saiu depois pelas traseiras do edifício. Marcelo deixa a Faculdade onde foi aluno já como futuro Presidente, comprometido com a promessa de "unir o país".


22:32
 - António Costa deseja "maiores sucessos" a Marcelo. Fala em nome do governo, não enquanto secretário-geral do PS. Na sede de Sampaio da Nóvoa, a sua mãe tinha publicamente lamentado a sua ausência.

 

22:36 - Marcelo Rebelo de Sousa termina o seu discurso de vitória, afirmando acreditar em Portugal e no futuro do país, Marcelo Rebelo de Sousa proclamou ser agora a "hora de seguir a história, honrar a memória e arrancar para um futuro à medida dos nossos sonhos". "É a hora de refazer Portugal", atirou Marcelo que tomará posse como Presidente a 9 de Março.

22:21 - Marcelo Rebelo de Sousa cita o Papa Francisco no seu discurso de vitória. Recebe fortes aplausos. 

22:17 -
"Serei Presidente de todos os portugueses e portuguesas, porque a Constituição o consagra e a minha consciência também".

A carregar o vídeo ...

22:13 - Alegria pela eleição e responsabilidade do mandato foram das primeiras palavras. "Gesto simbólico de profundo reconhecimento para com esta Faculdade", declarou Marcelo, que venceu as eleições. Uma palavra de reconhecimento para os que não o apoiaram e apoiaram outros candidatos. "Todos me merecem o mesmo respeito". "Não há portugueses vencedores ou vencidos. Não há vencidos nestas eleições".

cotacao Não há portugueses vencedores ou vencidos. Não há vencidos nestas eleições. MARCELO REBELO DE SOUSA Candidato vencedor das Presidenciais


22:06 -
Marcelo Rebelo de Sousa chega à Faculdade. Muitas pessoas o esperam. Começa o discurso. "Casa da liberdade, pluralismo e abertura de espírito. Não foi uma escolha política. Foi uma escolha de natureza afectiva", explicou a escolha do local para comemorar a vitória. 

Marcelo Rebelo de Sousa escolheu a Faculdade onde lecciona para o discurso da vitória.
Marcelo Rebelo de Sousa escolheu a Faculdade onde lecciona para o discurso da vitória.
Miguel Baltazar


21:54
- Marcelo dirige-se para o espaço onde irá reagir. Nas escadas da Faculdade onde é professor há apoiantes que esperam com a bandeira nacional.


21:49
- Sampaio da Nóvoa surge nas televisões, sem som, presentes na sala. Apoiantes de Marcelo reagem e vêem-se alguns sorrisos. Ao mesmo tempo, Marcelo sai da sede de campanha e dirige-se para a Faculdade de Direito, onde os seus apoiantes aguardam numa sala cheia.

21:44 - Passos Coelho lamentou o "nível muito elevado de abstenção" e defendeu que a vitória de Marcelo Rebelo de Sousa logo à primeira volta lhe garante uma "autoridade política inequívoca".


21:30
- "Fui aluno do professor Marcelo, sou amigo e fico muito feliz que ele vença e que possa vencer já", comenta à chegada Duarte Pacheco, deputado do PSD e actual membro da mesa da Assembleia da República. Ao Negócios, Duarte Pacheco elogia as características de Marcelo Rebelo de Sousa.

"Considero que ficamos com um excelente Presidente da República, pela sua inteligência, pela sua competência, pela sua independência vai fazer um mandato excepcional", avalia. O deputado social democrata diz ainda que se se confirmar uma vitória à primeira volta é o país que beneficia. "Não que houvesse problema de maior porque a democracia é mesmo assim. Mas eu acho que os portugueses estão genericamente cansados e é útil fechar um ciclo eleitoral, que começou com as legislativas e agora com as presidenciais. Temos todos os órgãos eleitos, em funções, é esperar que todos juntos façam uma cooperação essencial para resolver os problemas do país e dos portugueses".

Questionado sobre o perigo e risco de uma vitória à segunda volta para Marcelo Rebelo de Sousa, Duarte Pacheco responde que numa segunda volta o resultado seria sempre de uma vitória para Marcelo Rebelo de Sousa e aponta que existem candidatos presidenciais que estão há um ano em campanha, "como é o caso de Sampaio da Nóvoa", exemplifica. Duarte Pacheco sublinhou também que esta é uma vitória pessoal, e afasta a discussão de maiorias de esquerda e direita.

21:22 - Face aos números da abstenção, alguns pedem obrigatoriedade no voto. "Não é muito democrático, mas resolvia", diz-se junto às cinco televisões que vão actualizando os resultados eleitorais.

 

21:20 - Enquanto as projecções não derem a Marcelo uma vantagem significativa na maioria absoluta ele não chegará à Faculdade, comentam alguns apoiantes.


21:14 - Marcelo Rebelo de Sousa ganha no distrito de Portalegre com 42,88% dos votos. O primeiro distrito que fecha a contagem.

21:03 - "Esta é uma vitória dele, é uma vitória pessoal. O PSD e CDS ajudaram", diz o deputado centrista Telmo Correia. "A partir de hoje ele será o Presidente de todos os portugueses", acrescenta o colega na faculdade de Direito e também antigo aluno de Marcelo Rebelo de Sousa.


21:00 - 
Chegam familiares de Marcelo.

20:32
- Virgínia Estorninho, militante de base do PSD, é uma das caras social-democratas a marcar presença na noite de Marcelo Rebelo de Sousa. Os amigos do candidato começam juntar-se. 

20:29 - Mário David, eurodeputado social democrata e amigo de Marcelo Rebelo de Sousa, partilha o ambiente vivido no grupo próximo do candidato. "Estas primeiras projecções só vêm concretizar a esperança", acredita. "Sempre tivemos a certeza que teria um grande futuro no nosso país". O eurodeputado acredita ainda que estas eleições demonstram que "a maioria de esquerda não existe", defendendo que as maiorias são "circunstanciais". 

 

20:27Antevendo a eleição de Marcelo Rebelo de Sousa logo à primeira volta, Rui Machete, à chegada à sede da candidatura do antigo presidente do PSD, considerou ser positivo que "os órgãos de soberania se repartam por diversas posições politicas".


20:15 - "Ainda é cedo. Estamos perante sondagens e não resultados", disse Esmeralda Dourado, ex-presidente da SAG, apoiante de Marcelo Rebelo de Sousa, a quem coube a primeira reacção às sondagens feitas à boca das urnas, que apontam para uma vitória do social-democrata, deixando, no entanto, em aberto a possibilidade de uma segunda volta.


Numa curta declaração, Esmeralda Dourado disse esperar os resultados oficiais com "confiança", acreditando que a chamada às urnas neste domingo possam ser conclusivas e pôr um ponto final num percurso iniciado "há mais de um ano".

19:59
- As cinco televisões disponíveis à entrada da faculdade de direito enchem-se de público e todos se juntam para as primeiras projecções. Uma contagem decrescente hesita no zero para se ouvirem festejos. "Marcelo, Marcelo!", gritam os apoiantes do professor. O candidato ainda não chegou.

 

Marcelo Rebelo de Sousa ainda não chegou à Faculdade de Direito.
Marcelo Rebelo de Sousa ainda não chegou à Faculdade de Direito.
Miguel Baltazar

19:47 - Ainda não há sinais de Marcelo Rebelo de Sousa. À sua espera, uma sala cheia e oito bandeiras atrás do púlpito, tantas como os presidentes da República que Portugal teve depois do 25 de Abril de 1974. Esta noite Portugal poderá conhecer o seu 9.º Presidente da República e Marcelo parece querer que o rótulo de candidato fique arrumado, com uma primeira volta, esta noite.


19:27 - Na sala, os comentários dos apoiantes e simpatizantes de Marcelo Rebelo de Sousa comentam uma vitória à primeira volta. Ainda sem o professor na sala, as cadeiras vão-se enchendo. 

19:24
- No púlpito onde o candidato discursará não há referências à campanha, nem ao próprio candidato Marcelo Rebelo de Sousa. Apenas bandeiras enfeitam a sala. 

19:15
- Eduardo Barroso, médico-cirurgião, conhecido soarista e amigo de infância de Marcelo Rebelo de Sousa, chega à Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Para Eduardo Barroso "é cansativo esperar mais três semanas para o inevitável". "Fui dos amigos que sempre lhe disse, mesmo em altura de hesitação, que me zangaria [se Marcelo Rebelo de Sousa não se candidatasse]. É a primeira vez na vida política que vamos votar na mesma pessoa", brinca.
18:45 - No auditório de entrada da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa orientam-se os últimos preparativos para a chegada do Professor Marcelo Rebelo de Sousa. Endireitam-se as bandeiras de Portugal no espaço que servirá de palco à noite. O candidato irá reagir aos resultados eleitorais na faculdade onde lecciona, na mesma Universidade na qual o candidato António Sampaio da Nóvoa exerceu funções enquanto reitor.

Marcelo Rebelo de Sousa votou em Molares, Celorico de Basto, onde teve a surpresa da presença do filho Nuno, que veio do Brasil para estar com o pai no dia das eleições. Mas a noite eleitoral é em Lisboa.

A carregar o vídeo ...





pub