Rendas Senhorios idosos podem apresentar declaração de rendas nos Espaços do cidadão

Senhorios idosos podem apresentar declaração de rendas nos Espaços do cidadão

Os proprietários que tenham de entregar em Janeiro a declaração anual de rendas, a modelo 44, poderão fazê-lo nos Espaços do cidadão a partir do final da próxima semana. Uma medida do Governo para facilitar a vida a quem tem dificuldades no acesso à Internet.
Senhorios idosos podem apresentar declaração de rendas nos Espaços do cidadão
Bloomberg
Filomena Lança 10 de Janeiro de 2016 às 15:50

A partir do final da próxima semana os proprietários idosos com dificuldades no acesso à Internet e que não optem por dirigir-se aos serviços de Finanças vão ter apoio ao preenchimento da declaração anual de rendas junto dos Espaços do Cidadão espalhados pelo País, disse ao Negócios fonte oficial do Ministério das Finanças.

Esta foi uma forma encontrada para facilitar a vida aos senhorios que, embora estejam desobrigados de emitir recibos electrónicos de renda  pela Internet, têm, em contrapartida, de entregar ao Fisco, durante o mês de Janeiro, a declaração modelo 44, uma comunicação anual das rendas recebidas durante o ano anterior. Esta declaração pode ser entregue em papel, mediante aquisição dos impressos nos serviços de Finanças, ou pela Internet e os técnicos dos Espaços do Cidadão vão poder colaborar com os proprietários nesse processo, desde que estes disponham já da palavra passe previamente emitida pelo Fisco.

A modelo 44, recorde-se, tem de ser preenchida pelos senhorios dispensados dos recibos electrónicos ou por terem mais de 65 anos a 31 de Dezembro do ano anterior ou porque têm rendas muito baixas. Nesta última hipótese integram-se os proprietários de imóveis arrendados que não tenham auferido no ano anterior nem prevejam para o ano em curso rendimentos prediais, da categoria F do IRS, de valor superiores a duas vezes o valor do Indexante de Apoios Sociais (IAS), ou seja, 838,44 euros anuais (ou seja, uma renda mensal de cerca de 70 euros).

Refira-se que actualmente existem 343 Espaços do Cidadão por todo o país, muitos deles localizados em Juntas de Freguesia ou protocolados com os CTT e, portanto, a funcionar junto das próprias estações dos Correios.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 10.01.2016

cambada de inúteis peganhes tudo sem fazer nada ainda querem papais para que para roubarem mais aos pobres contribuintes .

Anónimo 10.01.2016

Pobre idoso,o inclinado tantas vezes nao paga a renda,muitas vezes por saber com quem lida,e o senhorio ainda tem de ir ao espaco de cidadao e as financas pagar do bolso dele.Justica justa.

Anónimo 10.01.2016

Pobre senhorio idoso secalhar sai-lhe mais barato ter o inclino de graca do que ter andar a procura dos espacos do cidadao,sobretudo se forem da aldeia.

pub
pub
pub
pub