Saúde Quase dez mil médicos e enfermeiros emigraram nos últimos quatro anos

Quase dez mil médicos e enfermeiros emigraram nos últimos quatro anos

Os dados recolhidos pelo CM mostram que a melhoria nos indicadores económicos registada desde 2014 não tem sido suficiente para travar a saída de profissionais de Saúde, que rumam sobretudo a França e Reino Unido.
Quase dez mil médicos e enfermeiros emigraram nos últimos quatro anos
Bruno Simão
Negócios 28 de maio de 2018 às 09:38

Foram quase dez mil os profissionais de saúde que abandonaram o país nos últimos quatro anos, segundo os dados disponibilizados pelas ordens profissionais e citados pelo CM na edição desta segunda-feira, 28 de Maio.

 

Apesar da melhoria em vários indicadores macroeconómicos do país, do crescimento do PIB à redução da taxa de desemprego, desde 2014 emigraram 8.467 enfermeiros e 1.219 médicos portugueses. França e Reino Unido continuam a ser os dois principais destinos para estes profissionais.

 

"Ao deixar sair do país os seus recursos humanos, talentos que rumam à procura de melhores condições de trabalho no estrangeiro, o Ministério da Saúde está a lesar não só a qualidade dos cuidados de saúde prestados aos cidadãos, mas também a nossa economia", criticou o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães.

 

Já a bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, calcula ao mesmo jornal que o Serviço Nacional de Saúde carece de 30 mil profissionais desta categoria, enquanto cerca de metade desse valor em falta está a trabalhar fora do país. "São muito mais bem tratados e respeitados no estrangeiro", critica a responsável.




pub