Segurança Social Quem receber pensões por meios diferentes terá de escolher um

Quem receber pensões por meios diferentes terá de escolher um

Pensionistas que tenham mais do que uma pensão por meios diferentes – por vale postal e conta bancária ou por diferentes contas bancárias – terão 60 dias para dizer à Segurança Social o que preferem. Se nada disserem será dada preferência à transferência.
Quem receber pensões por meios diferentes terá de escolher um
Bloomberg
Catarina Almeida Pereira 01 de agosto de 2017 às 09:00

A Segurança Social aproveitou a carta que anuncia os aumentos extraordinários de Agosto para revelar que "vai uniformizar os procedimentos de pagamento de pensões", dando preferência a transferência bancária.

Na carta é pedido aos pensionistas que tenham mais do que uma pensão – o que é frequente, por exemplo, quando a pessoa tem uma pensão de sobrevivência – e que tenham diferentes meios de as receber que escolham o que preferem, no prazo de 60 dias.

"Para sua conveniência, a Segurança Social vai uniformizar os procedimentos de pagamento de pensões, através da utilização de um único meio de pagamento por pensionista", lê-se no documento.

"Caso receba mais do que uma pensão através de meios de pagamento distintos (vale de correio e transferência bancária, ou duas contas bancárias diferentes) deverá optar por um único meio de pagamento, informando o Centro Nacional de Pensões", através dos contactos que constam do rodapé na carta.

"Caso não nos seja indicada a opção da sua preferência, será usada preferencialmente a transferência bancária como meio de pagamento", conclui a carta.

Carta de aumento de 6 euros


Carta de aumento de 10 euros





pub