Segurança Social Segurança Social recebe mais 500 milhões do Estado

Segurança Social recebe mais 500 milhões do Estado

Reforço da transferência do Orçamento do Estado visa compensar a perda de receita com contribuições e o aumento de despesa com pensões e subsídio de desemprego.
A carregar o vídeo ...
Rui Peres Jorge 31 de maio de 2013 às 14:48

O Governo decidiu um reforço da transferência do Orçamento do Estado para a Segurança Social de 500 milhões de euros, mais que compensando as quedas nos encaixes com as contribuições de trabalhadores e empresas e nas transferências do Fundo Social Europeu e do IEFP. O aumento total de receita face ao plano inicial é de 336 milhões de euros.

 

Estes são os números inscritos no relatório que acompanha a proposta de Orçamento Rectificativo que dá conta de um “aumento da transferência do Orçamento do Estado para cobertura do défice do Sistema de Segurança Social em 500 milhões de euros.”

 

O reforço de receita de 336 milhões de euros cobre assim um aumento equivalente da despesa prevista, o que é explicado essencialmente por mais gastos com pensões e com subsídio de desemprego. O “saldo orçamental para 2013, na óptica da Contabilidade Pública, mantém-se praticamente inalterado", lê-se no documento.

 

O documento explica a perda de 94 milhões de euros nas "contribuições e quotizações" com o “impacto da evolução da actividade económica e do seu reflexo quer no emprego quer no agravamento do desemprego, e da obrigação de devolução das contribuições sobre subsídios de desemprego e de doença que decorre da decisão do Tribunal Constitucional”.

 

A redução encaixe com transferências é explicada por menores receitas chegadas do FSE para acções de formação profissional (190 milhões de euros), um efeito que parcialmente compensado por uma receita que não existia até agora, avaliada em 120 milhões de euros, e que é descrita como “transferências do IEFP/FSE para o financiamento de prestações sociais”.




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado zorro 31.05.2013

Este palhaço do Mota, em vez de expulsar os funcionários incompetentes que atribuem subsídios a ciganos romenos e demais gente indesejável, anda sempre a pedir cheques ao governo. Em vez de penalizar o incentivo de mais subsidio por filho de cigano, não...quantos mais filhos, mais subsidio. És mesmo burro!...Pois...o dinheiro nunca chega

comentários mais recentes
donnisinnod 03.06.2013

!!!! LUTA POR PORTUGAL !!!!! entra neste GRANDE jogo online completamente gratis, onde podes ser um grande MILITAR, POLITICO de sucesso, jornalista e muito mais... PRECISAMOS DE AJUDA PARA ESPULSAR OS ESPANHOIS DO NOSSO TERRITORIO..ajuda-nos..... http://tiny.cc/lutaPT

Santos 01.06.2013

melgacinha, pense no que escreveu. A sério. Leia outra vez o que escreveu e reflita. Ou então, está a fazer ironia - e, se assim for, até tem graça.

Anónimo 01.06.2013

E quanto é que já sacou de lá???

José Corvo 31.05.2013

Por um lado mandam a Segurança Social comprar dívida do Estado depois é o Estado que aparece a emprestar dinheiro a quem lhe compra a dívida...Mas que aldrabões...

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub