Agricultura e Pescas "Estamos em seca permanentemente", diz o presidente da CAP
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

"Estamos em seca permanentemente", diz o presidente da CAP

O presidente da CAP, Eduardo Oliveira e Sousa, diz que a agricultura precisa de ser reconhecida como um sector fundamental, social e economicamente. E para que isso se materialize é preciso uma aposta forte no regadio.
"Estamos em seca permanentemente", diz o presidente da CAP
Celso Filipe Rosário Lira 14 de maio de 2017 às 12:00

Eduardo Oliveira e Sousa, em entrevista ao Negócios e à Antena 1, defende que é necessário replicar o modelo do Alqueva a outras regiões do país, considerando que o futuro da agricultura nacional passa pelo regadio.

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais

A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira Há 1 semana

Mas a maior seca de todas e que está a destruir o país, é a seca que politicos banqueiros e (in)justiça estão a provocar.

Conselheiro de Trump Há 1 semana

Devo estar errado:a agua doce que corre pelo pais dentro(rios)nao tem q refrescar mais pais nenhum,o mar nao para de crescer(quando recolho ao meu sitio habitual vejo o arial da modesta praia cada vez mais pequeno.Diz o ditado:nem tanto ao mar nem tanto a terra,por 1 vez mais ha terra,ganhavam todos

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub