Vinho Mais de 30 produtores “inundam” Nova Iorque com vinhos verdes

Mais de 30 produtores “inundam” Nova Iorque com vinhos verdes

Numa espécie de antecipação do Dia de Portugal, que este ano tem comemorações oficiais nos EUA, as empresas da região desembarcam com 200 vinhos como protagonistas de uma acção de marketing para mais de mil provadores.
Mais de 30 produtores “inundam” Nova Iorque com vinhos verdes
Reuters
António Larguesa 08 de junho de 2018 às 10:13

Nova Iorque vai voltar a ser a capital mundial do vinho verde durante este sábado, 9 de Junho, com a participação de 31 produtores da região numa iniciativa promocional em que são aguardados perto de 1.200 visitantes, entre profissionais do sector e consumidores finais norte-americanos.

 

Depois de uma primeira edição realizada em Brooklyn, a Vinho Verde Wine Experience transfere-se este ano para Manhattan. Agendado para o Canoe Studios, o evento organizado pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) está dividido em três sessões que colocam as empresas portuguesas em contacto directo com clientes particulares, importadores, jornalistas especializados e comerciantes locais.

 

Reservado a menores de 21 anos e com o bilhete geral a custar 39 dólares – o preço da entrada VIP sobe para 49 dólares – durante dez horas vão estar em prova mais de 200 vinhos verdes, "desde os tradicionais de lote aos monocastas (Alvarinho, Arinto, Avesso, Azal, Loureiro, Espadeiro e Vinhão), passando por vinhos com estágio em madeira e vinhos antigos com envelhecimento em garrafa".

 

Degustações personalizadas conduzidas pelos produtores, provas temáticas com dois "sommeliers", harmonizações gastronómicas, música, pintura ao vivo e ainda um bar de cocktails com vinhos verdes e aperitivos completam a oferta disponibilizada pela comissão liderada por Manuel Pinheiro que, no orçamento de marketing para este ano, reservou 414,6 mil euros para investir nos Estados Unidos.

 

EUA valem um quinto das exportações

 

Com uma posição consolidada há vários anos no topo da lista de melhores mercados externos para os vinhos verdes, que no ano passado superaram pela primeira vez os 60 milhões de euros de exportações, a quota dos Estados Unidos no total das vendas no estrangeiro ascendeu no último exercício a 19,6% em volume. Uma percentagem que aumenta para os 21,8% quando a análise é feita ao valor gerado para os produtores.

 

Em 2017, os norte-americanos compraram 5,1 milhões de litros de vinho verde – um produto de características únicas no mundo e com produção confinada a 37 concelhos do Norte do país –, o que correspondeu a uma facturação de 13,4 milhões de euros para os agentes do sector. Feitas as contas, o preço médio por litro exportado para aquele destino fixou-se em 2,63 euros, ou seja, acima dos 2,35 euros registados na globalidade das vendas feitas para lá das fronteiras nacionais.

 

E ao contrário do que acontece na Alemanha, um mercado competidor em termos de dimensão no segmento dos verdes mas onde os clientes são sobretudo retalhistas, nos Estados Unidos há "muitas pequenas garrafeiras e importadores", o que faz com que receba "todo o tipo de vinhos, nomeadamente, os de pequenos produtores de alto valor", assinala a CVRVV numa nota informativa partilhada com a imprensa.

 

Lista de produtores na Vinho Verde Wine Experience 2018:

 

- AB Valley Wines

- Adega de Monção

- Adega de Ponte de Lima

- Aveleda

- Campelo

- Casa das Hortas

- Casal de Ventozela

- Encosta do Xisto

- EUW

- Grande Porto

- Guapos Wine Project

- José Maria da Fonseca

- Manuel Costa & Filhos

- Provam

- Quinta da Calçada

- Quinta da Lixa

- Quinta da Raza

- Quinta das Arcas

- Quinta de Carapeços

- Quinta de Curvos

- Quinta de Linhares

- Quinta de Santa Cristina

- Quinta do Ferro & 1000 Curvas

- Quintas de Melgaço

- Quintas do Homem

- Reguengo de Melgaço

- Soalheiro

- Sogrape

- Vercoope

- Vinhos Norte

- Viniverde | Adega de Ponte da Barca




pub