Automóvel Venda de carros sobe 2,9% na União Europeia no primeiro semestre

Venda de carros sobe 2,9% na União Europeia no primeiro semestre

Os dados divulgados esta terça-feira mostram que a venda de carros na União Europeia está a subir em quase todos os Estados-membros, incluindo Portugal.
Venda de carros sobe 2,9% na União Europeia no primeiro semestre
Tiago Varzim 17 de julho de 2018 às 07:41
O mercado automóvel da União Europeia está há cinco anos a crescer, depois das fortes quedas registadas durante o pico da crise europeia. Os dados do primeiro semestre de 2018 confirmam essa tendência: as vendas de carros aumentaram 2,9% para os 8,45 milhões de unidades, de acordo com os números divulgados esta terça-feira pela Associação Europeia de Construtores Automóveis (ACEA).

Em termos percentuais, Portugal foi um dos Estados-membros onde as vendas mais cresceram, tal como têm indiciado os números divulgados pela ACAP - as vendas de carros em Portugal estão em máximos de, pelo menos, 11 anos. Foram vendidos 134,5 mil carros nos primeiros seis meses de 2018, o que representa uma subida de 5,8% face ao mesmo período do ano passado.

Mas há países a crescer bem mais em termos percentuais, também pela dimensão das suas vendas ser menor. É o caso da Roménia onde as vendas de carros aumentaram 33,5% para os 60 mil automóveis, ou da Grécia, com uma subida de 23,7% para os 62,3 mil carros. "Vale a pena destacar o desempenho forte dos novos Estados-membros da UE [que entraram desde 2004] uma vez que as vendas subiram 11,4% até ao momento este ano", assinala a Associação Europeia de Construtores Automóveis.

Os principais mercados também avançaram fortemente na primeira metade deste ano. França (+4,7%), Alemanha (2,9%) e Espanha (+10,1%) são exemplo disso. Por outro lado, as vendas em Itália (-1,4%) e no Reino Unido (-6,3%) contraíram, o que reflecte as perspectivas de crescimento económico mais baixas nestes dois países. 

Quanto às marcas de automóveis, a Volkswagen continua a liderar: as vendas do grupo alemão subiram 8% para os dois milhões de carros vendidos no primeiro semestre. No entanto, o destaque vai para o grupo PSA, liderado pelo português Carlos Tavares, que viu as vendas aumentarem 65,1% para os 1,37 milhões de carros, tirando assim o segundo lugar à Renault.



pub