Banca & Finanças BCP confirma que não paga dividendos relativos a 2017

BCP confirma que não paga dividendos relativos a 2017

Nuno Amado repete que não haverá dividendos pagos em 2018. Mas quando houver resultados distribuíveis, os trabalhadores serão compensados, garantiu. 
A carregar o vídeo ...
Diogo Cavaleiro 13 de novembro de 2017 às 18:45

O regresso ao pagamento de dividendos não acontecerá no próximo ano. O presidente do BCP confirmou esta segunda-feira, 13 de Novembro, que o banco não antecipa atribuir esta remuneração accionista com base nos resultados deste ano, apesar de, nos primeiros nove meses, ter apresentado lucros de 133,3 milhões de euros.

 

"Não temos essa intenção. O BCP não tem intenção, com base em resultados de 2017, de vir a distribuir dividendos", declarou o presidente executivo da instituição financeira.

 

Em Janeiro deste ano, quando se realizou o aumento de capital que permitiu o reembolso dos CoCos estatais, o banco já tinha anunciado essa indisponibilidade. O pagamento desta remuneração só iria ocorrer em 2019, com base nos lucros do ano anterior. Foi isso que foi agora reiterado.

 

Para já, o objectivo, disse Nuno Amado, é "reforçar a sua estrutura". De qualquer forma, o líder do banco que tem a Fosun e a Sonangol como principais accionistas diz que irá cumprir o "compromisso que teve com os trabalhadores" de, quando existissem resultados distribuíveis, haver uma proposta de compensação.

 

"Foi isso que foi acordado, os órgãos sociais não se esquecem disso. Seguramente, vão cumprir isso, com toda a certeza", continuou o responsável do BCP, sem especificar.

 

Os trabalhadores do BCP tiveram cortes salariais, que terminaram este ano com o reembolso do auxílio estatal.

 




pub