Banca & Finanças CEO do Deutsche Bank apela a "regulação unificada" para facilitar fusões

CEO do Deutsche Bank apela a "regulação unificada" para facilitar fusões

Embora na hora de conjecturar acerca da instituição que pode vir a fundir-se com o Deutsche Bank seja o alemão Commerzbank o principal "suspeito", o CEO do maior bancoalemão mostra-se preocupado com o obstáculo que as diferenças na regulação constituem na hora de arranjar o "parceiro ideal" na Europa.
CEO do Deutsche Bank apela a "regulação unificada" para facilitar fusões
Reuters
Negócios 29 de agosto de 2018 às 16:33

O CEO do Deutsche Bank, Christian Sewing (à direita na foto), fez esta quarta-feira um apelo para que exista uma homogeneização da regulação bancária a nível europeu, pois, acusa, este é um obstáculo para fusões entre instituições de diferentes Estados-membros, relata o Financial Times.

"A emergência de verdadeiros campeões europeus" está dependente da existência de um "mercado financeiro único" e sujeito a uma regulação comum, defendeu Sewing, numa conferência em Frankfurt, organizada pela publicação alemã Handelsblatt.

Há bastante tempo que o Deutsche Bank tem estado debaixo dos holofotes, que querem aclarar a especulação em torno da possível fusão com outras instituições. Uma das conciliações mais esperadas é, contudo, com o também alemão Commerzbank.

Contactado pelo Financial Times, tanto Sweing como o CEO do Commerzbank, Martin Zielke, recusaram-se a comentar um possível casamento entre os dois bancos. Zielke limitou-se a defender que "o tamanho não é um factor diferenciador", e que uma instituição bancária se distingue antes pela capacidade de se adaptar rapidamente.




pub