Banca & Finanças Deutsche Bank vai eliminar 7.000 postos de trabalho

Deutsche Bank vai eliminar 7.000 postos de trabalho

O banco alemão quer reduzir os custos em mil milhões de euros até ao próximo ano. De forma a atingir este objectivo, planeia cortar pelo menos 7.000 postos de trabalho.
Deutsche Bank vai eliminar 7.000 postos de trabalho
reuters
Bloomberg 24 de maio de 2018 às 07:49
Face a um relatório acerca do negócio, o Deutsche Bank decidiu reduzir a força empregadora em "pelo menos" 7.000 trabalhadores, avança a Bloomberg. O departamento de negociação de acções deverá eliminar um quarto da força de trabalho.

O banco avançou que o número de empregados deverá ficar "bem abaixo" dos 90.000, quando agora os funcionário são ligeiramente mais que 97.000. 

O objectivo do Deutsche é passar de custos de cerca de 23 mil milhões de euros para os 22 mil milhões no espaço de um ano. Esta é a primeira medida clara para o conseguir, embora o antigo CEO, John Cryan, já tivesse previsto a necessidade de uma redução de 9.000 postos de trabalho até 2020. 

O actual CEO, Christian Sewing, está a mudar o foco do banco e a apontar para os mercados europeus, abandonando a trajectória de competição com os gigantes das negociações de activos voláteis de Wall Street.

Para além da medida ao nível dos empregos, o Deutsche quer ainda reduzir a exposição à banca executiva e de investimento. 



Saber mais e Alertas
pub