Banca & Finanças Fundo de Resolução recebe 17 manifestações de interesse pelo Novo Banco

Fundo de Resolução recebe 17 manifestações de interesse pelo Novo Banco

Houve 17 manifestações de interesse pela compra do Novo Banco, de acordo com um comunicado emitido esta quarta-feira pelo Banco de Portugal. Os nomes das entidades não foram reveladas.
Fundo de Resolução recebe 17 manifestações de interesse pelo Novo Banco
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 31 de dezembro de 2014 às 19:35

"No seguimento do convite do Fundo de Resolução, publicado a 4 de dezembro de 2014, 17 entidades manifestaram interesse no procedimento de alienação do Novo Banco S.A. dentro do prazo fixado (até às 17h00 de 31 de Dezembro de 2014). Por motivos de confidencialidade, o Banco de Portugal, enquanto promotor da transação, não tornará pública nesta fase a lista daquelas entidades", revela  o comunicado. 

"Como definido no Caderno de Encargos, o Banco de Portugal, na referida qualidade, verificará agora se os requisitos de pré-qualificação são cumpridos por parte de cada entidade que manifestou interesse no procedimento de alienação do Novo Banco S.A.", acrescenta o regualdor.

 

"O Banco de Portugal, que entretanto poderá solicitar documentação adicional, comunicará a sua decisão individualmente a cada uma daquelas entidades. Após assinarem um acordo de confidencialidade, as entidades pré-qualificadas receberão informação adequada sobre o grupo Novo Banco, comunicação detalhada sobre a fase seguinte do procedimento, sendo então convidadas a apresentar propostas não vinculativas no final da próxima fase do processo", conclui. 

Apesar do Banco de Portugal não revelar quais as entidads que entregaram manifestações de interesse, já se sabe o nome de seis: Banco Popular, o fundo Apollo, o BPI, o Santander, Fosun  e a ANANOB, Associação de Cidadãos Nacionais para a compra do Novo Banco.




A sua opinião20
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Metro6R4 02.01.2015

O BdP não divulgou e muito bem nenhuma entidade, pois, ainda tem de avaliar se cumprem os requisitos do cadrno de encargos. As que se conhecem foram os proprios que informaram a comunicação social, numa ação publicitaria..

comentários mais recentes
Paula 04.01.2015

Grande coisa... tal como no BPN as responsabilidades futuras ficam do lado do Estado (Fundo), Para o filet mignon quem não quer ??

Anónimo 02.01.2015

Para ser um banco respeitável a cultura do Novo Banco tem de mudar. Por exemplo pagarem o Papel Comercial, que foi colocado de modo a vigarizar os clientes de retalho do Banco e pelo não cumprimento das obrigações por parte da nova administração.

Barbadão 02.01.2015

O que é preciso é evitar a concentração bancária em Portugal pois isso anula a concorrência e isso é mau para o desenvolvimento da economia, portanto venham os chineses.

Metro6R4 02.01.2015

O BdP não divulgou e muito bem nenhuma entidade, pois, ainda tem de avaliar se cumprem os requisitos do cadrno de encargos. As que se conhecem foram os proprios que informaram a comunicação social, numa ação publicitaria..

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub