Banca & Finanças Já há 85 obrigacionistas lesados com 14 milhões perdidos no Novo Banco

Já há 85 obrigacionistas lesados com 14 milhões perdidos no Novo Banco

A Associação de Obrigacionistas Lesados do Novo Banco já tem 85 membros, particulares e pequenas empresas com 14 milhões em dívida transferida para o BES. O movimento escolhe esta quinta-feira advogados para processar Banco de Portugal.
Já há 85 obrigacionistas lesados com 14 milhões perdidos no Novo Banco
Miguel Baltazar/Negócios
Maria João Gago 21 de Janeiro de 2016 às 11:43

Já são 85 os investidores particulares e pequenas empresas que integram a Associação de Obrigacionistas Sénior Particulares Lesados do Novo Banco (AOSPNB), que vai contestar a decisão do Banco de Portugal de reenviar para o BES cinco emissões de dívida sénior que estava no banco de transição.

 

De acordo com dados da AOSPNB, estes 85 associados têm em carteira obrigações seniores com um valor nominal total de 14 milhões de euros.

 

A associação de pesados realiza esta quinta-feira, 21 de Janeiro, a primeira assembleia-geral, que terá lugar às 19:00 em Lisboa. O objectivo deste encontro é decidir sobre a "escolha da firma de advogados que nos representará nesta luta pela anulação da decisão do Banco de Portugal (nos tribunais portugueses e, muito possivelmente, no Tribunal Europeu), assim como eventuais acções cíveis contra vários intermediários financeiros, por gravíssimas falhas no dever de informação a que estão legalmente obrigados".

 

A AOSPNB continua a procurar angariar mais membros, através do endereço de internet www.obrigacionistasdiscriminados.com. Nesta página, a associação assume que a sua missão é a "recuperação do investimento em obrigações sénior realizado por particulares no Novo Banco". O movimento critica a decisão do Banco de Portugal, considerando-a "discriminatória e ilegal". E recorda que as emissões seleccionadas pelo supervisor foram "alegadamente colocadas especificamente junto de investidores qualificados, mas que devido à acção da banca de retalho acabaram, em parte, nas mãos de particulares".

As cinco emissões de obrigações que o Banco de Portugal decidiu reenviar para o BES foram seleccionadas precisamente por terem uma denominação de 100 mil euros, valor que, como sustenta o supervisor, leva a que, no momento da sua colocação, tenham sido "colocadas especificamente junto de investidores particulares", como anunciou a entidade liderada por Carlos Costa a 29 de Dezembro.

 

Com base nesta justificação, vários investidores particulares que adquiriram estes títulos junto de instituições financeiras questionaram o Banco de Portugal sobre se poderiam ser excluídos desta medida. Foi em resposta a estas questões que o supervisor veio esclarecer que todos os títulos das cinco linhas de obrigações seriam afectados, "independentemente da sua titularidade".



A sua opinião16
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
nin 21.01.2016

Faço aqui um apelo para que denunciem os cretinos que postam o mesmo comentário vinte vezes. Estraga o espaço de comentários.

Anónimo 21.01.2016

Alguem poe fim à trapalhada do Banco de Portugal e Carlos Costa ou tem ser a população a fazer justiça ? Este homem não descansará mais o resto da sua vida. Poder a todo o custo

nin 21.01.2016

Com os lesados do BPP, do BPN, do BES, do GES, da ESFG, do BANIF, do NOVO BANCO, e mais algum que se siga, qualquer dia há mais lesados do que depositantes. Se contarmos com os contribuintes vivos e por nascer, já são mais os lesados da banca. A nossa banca já nem é um casino, é roleta russa.

Anónimo 21.01.2016

AVerVamos tenha calma isso são dores mestruais...

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub