Banca & Finanças Kopelipa é accionista do GES
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Kopelipa é accionista do GES

O chefe da casa militar do presidente da Angola participou no aumento de capital que a Espírito Santo International fez em 2011. Agora, Hélder Vieira Dias é accionista de uma empresa em situação de falência técnica.
Kopelipa é accionista do GES
Miguel Baltazar/Negócios

O general angolano Hélder Dias Vieira, Kopelipa, é accionista da Espírito Santo International, "holding" de topo do Grupo Espírito Santo (GES) que está em situação de falência técnica. O

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião18
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 29.06.2014

A mafia atrai mafia.

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

barda m#rda mais os pretos

Anónimo 30.06.2014

Lixo

vagina suada 30.06.2014

Promiscuição, compadrio e malandragem

BES
Bandalheira
Estupidez
Subserviencia

François 30.06.2014

Pois é... ele foi um dos que beneficiou com as jogadas do Alvaro Sobrinho no BESA... (pedirem emprestimos para eles próprios que não pagaram).. está-se a ver que parte desse dinheiro entrou na lavandaria BES de Portugal para ir a aumentos de capital e tomadas de posição..não há nada como alguém desesperado.. os ES desesperados aceitaram lavagens em barda vindas dessa malta de Angola para alimentar os buracos.. Enfim.. citemos Proudhon «por trás de uma fortuna está sempre um crime»...!!

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub