Banca & Finanças Peritos das seguradoras estão no terreno a avaliar prejuízos
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Peritos das seguradoras estão no terreno a avaliar prejuízos

Desde domingo que as seguradoras estão a avaliar os prejuízos causados nos incêndios de Pedrógão Grande. Cenário de calamidade poderia poupar sector de parte dos custos.
Peritos das seguradoras estão no terreno a avaliar prejuízos
Reuters
Maria João Gago 20 de junho de 2017 às 00:01

As companhias de seguros que protegem pessoas e bens afectadas pelos incêndios que lavram na região de Pedrógão Grande já têm peritos no terreno a avaliar os prejuízos que irão ser chamadas a cobrir.

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais

A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Para TÓTÓ Há 5 dias

Quem vê as imagens da "estrada da morte" fica revoltado com tanta incompetência e ninguém se demite? Ninguém denuncia este massacre para que serve a oposição

Prof. Pardal Há 5 dias

Seguro? só se forem para os carros, dificilmente um pinhal está assegurado, o prémio obrigaria a vender o pinhal e ainda levantar algum do banco, actualmente ter um pinhal é um gasto e não um investimento, é bom para as grandes empresas que têm grandes extensões de pinhal e que manipulam o preço.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub