Comércio Ibersol perde último banco português como accionista de referência

Ibersol perde último banco português como accionista de referência

O BPI, através do seu fundo de pensões, deixou de ter uma participação qualificada na Ibersol, dois dias antes de ter saído da Nos. Já todos os grandes bancos portugueses foram accionistas da empresa de restauração.
Ibersol perde último banco português como accionista de referência
Diogo Cavaleiro 22 de março de 2018 às 16:22

O início de Março foi de venda de posições do fundo de pensões do BPI em empresas nacionais. Se a 8 de Março, a sociedade deixou de ser accionista da operadora Nos, dois dias antes já tinha deixado de ter uma participação qualificada na Ibersol. Como resultado disto, a empresa de restauração deixou de ter bancos portugueses na sua estrutura accionista.

 

"No dia 6 de Março de 2018, o Fundo de Pensões do Banco BPI alienou em bolsa 234.416 acções representativas do capital da Ibersol SGPS, reduzindo a sua participação de 600.000 acções (2%) para 365.584 acções (1,219%)", revela um comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

Com esta movimentação, o fundo de pensões do BPI deixou de ter uma participação qualificada na proprietária da marca Burger King e da Pizza Hut em Portugal. António Vaz Pinto Sousa é o presidente da empresa, sendo também o maior accionista, com 55%, através da ATPS. Os grandes accionistas da Ibersol são, depois, fundos de investimento internacionais como a Bestinver (12,5%), Norges Bank (3,7%) e Fidelity (3,05%), segundo os últimos dados revelados publicamente.

 

A posição do fundo de pensões do BPI tem-se mantido relativamente estável desde o final de 2007, altura em que esta entidade adquiriu a participação de 2% ao próprio banco. Mas o grupo bancário chegou a deter uma participação superior, chegando mesmo a ser superior a 6% em 2000, quando detinha acções através de várias entidades.

 

Com a saída do BPI, a Ibersol perde os bancos portugueses como accionistas. Todos os grandes bancos tiveram posições na sociedade, mesmo que indirectamente, como o antigo Banco Espírito Santo (saiu em 2005), Caixa Geral de Depósitos (2008) e o Banco Comercial Português (2010).

 

Ibersol antes da Nos

 

Esta movimentação ocorreu dois dias antes de o fundo ter baixado a sua posição abaixo dos 2% na operadora Nos, onde estava há dez anos.

 

Esta alienação de posições pelo fundo de pensões segue-se à venda de activos do BPI ao CaixaBank, onde se incluem os negócios de seguros vida e gestão de pensões, gestão de fundos de investimento, gestão de activos, e corretagem e research ao Caixabank. O banco tem-se centrado no negócio bancário. 

 

A Ibersol negoceia esta quinta-feira com um ganho de 0,44% para 11,45 euros, contrariando a desvalorização do índice de referência PSI-20. O BPI cai 0,53% para 1,132 euros. 


(Título alterado às 17:30 para clarificar que a Ibersol é dona da marca Burger King em Portugal) 




Saber mais e Alertas
pub