Comércio Sonae MC compromete-se a distribuir entre 40% a 50% dos lucros

Sonae MC compromete-se a distribuir entre 40% a 50% dos lucros

A Sonae MC continua a dar passos para a sua entrada em bolsa. E deixa alguns indicadores que podem influenciar a sua atractividade. Entre eles está a previsão de pagamento de dividendos, propondo distribuir entre 40% a 50% do resultado líquido.
Sonae MC compromete-se a distribuir entre 40% a 50% dos lucros
Miguel Veterano/Cofina
Sara Antunes 03 de setembro de 2018 às 11:35
A Sonae MC continua a fazer o seu caminho para a entrada em bolsa. E voltou a publicar uma apresentação do seu negócio, com dados da operação e do mercado do retalho em Portugal. 

A empresa revela também quais são as suas "prioridades económicas e financeiras" e comprometese a pagar um "dividendo atractivo", de acordo com a apresentação enviada esta segunda-feira, 3 de Setembro, para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Sonae MC explica que o "objectivo de rácio de pagamento de dividendos" situa-se entre 40% a 50% "do resultado líquido ajustado, após interesses minoritários".

A empresa compromete-se ainda a ter uma "estrutura de capital conservadora", antecipando um rácio de dívida líquida sobre o EBITDA ajustado de "cerca de duas vezes" no final deste ano.

A Sonae MC garante ainda um investimento no "crescimento sustentável", através do aumento das vendas comparáveis, mas também com a abertura de novas lojas. A empresa diz mesmo haver uma "oportunidade significativa para abrir lojas de proximidade". Na apresentação, a Sonae MC adianta que estima "aberturas de novas lojas a um ritmo semelhante aos anos mais recentes", sem adiantar mais pormenores. 

A empresa revelou o interesse na colocação em bolsa do portefólio de retalho, que inclui a Sonae MC, e a Sonae RP, a entidade que gere a propriedade imobiliária de retalho da Sonae, no dia 21 de Maio. Um portefólio que, segundo estimativas do Haitong, terá um valor de mercado de 1,8 mil milhões de euros. Uma capitalização bolsista que, a confirmar-se, significará a nona maior empresa da bolsa de Lisboa.

No dia 5 de Junho, publicou uma apresentação do seu negócio, o que representou mais um passo para a colocação em bolsa. Na altura, a empresa destacou-se como um "líder incontestado no retalho alimentar em Portugal e uma oportunidade para obter exposição directa ao consumidor português".

Já no dia 23 de Agosto, aquando da apresentação dos resultados do primeiro semestre, a Sonae SGPS não se comprometeu com a operação, admitindo que a decisão final de entrada em bolsa da Sonae MC ainda está por tomar e "não há prazo" para que seja definida.



Saber mais e Alertas
pub