Comércio Vendas a retalho em Portugal crescem mais do dobro da média do euro

Vendas a retalho em Portugal crescem mais do dobro da média do euro

As vendas a retalho em Portugal cresceram 3,5% em Junho, face ao mesmo mês de 2017, quando na Zona Euro a subida foi de apenas 1,2%.
Vendas a retalho em Portugal crescem mais do dobro da média do euro
Rita Faria 03 de agosto de 2018 às 10:43

As vendas a retalho em Portugal cresceram 3,5% em Junho face ao mesmo mês do ano passado, uma subida que é mais do dobro da registada pelos países da Zona Euro (1,2%), revela o Eurostat esta sexta-feira, 3 de Agosto.

 

Ainda assim, a evolução do comércio a retalho em Portugal no mês de Junho traduz uma desaceleração, já que no mês anterior, as vendas subiram 5,6% em termos homólogos.

 

De acordo com o gabinete estatístico da União Europeia, o aumento de 1,2% observado na Zona Euro deve-se sobretudo ao crescimento de 1,7% nas vendas de alimentos, bebidas e tabaco e de 1,3% de produtos não alimentares. Também neste caso se trata de um abrandamento já que nos dois meses anteriores, as vendas haviam crescido 1,6%.

 

No conjunto dos 28 Estados-membros da União Europeia, o volume de negócios do comércio a retalho avançou 1,9% em Junho, também abaixo da subida de 2,5% registada em Maio. Os maiores aumentos aconteceram na Roménia (7,8%), Lituânia (7,2%) e Hungria (6,1%) e as maiores descidas em Malta (-1,5%) e Áustria (-1,4%).

 

Se Portugal se destacou na comparação homóloga, na comparação em cadeia ficou mal na fotografia, com as vendas a retalho a descerem 1,2% face a Maio, quando na Zona Euro este indicador cresceu 0,3% e na União Europeia ficou inalterado.

 

O Eurostat explica que esta subida ligeira (a mesma variação do mês anterior) deve-se ao crescimento de 0,7% das vendas de alimentos, bebidas e tabaco e de 0,6% de combustíveis, já que os produtos não alimentares registaram um decréscimo de 0,3%.