Comércio Vendas do Grupo Dia recuam em Portugal no primeiro semestre

Vendas do Grupo Dia recuam em Portugal no primeiro semestre

As vendas brutas sob insígnia do Grupo Dia ascenderam a 4.600,4 milhões de euros no primeiro semestre do ano, o que traduz uma queda homóloga de 9,2%. Em Portugal as vendas caíram 3,3%. Os lucros ajustados globais do Dia caíram 38,2%, para 66,1 milhões de euros.
Vendas do Grupo Dia recuam em Portugal no primeiro semestre
Bloomberg
Pedro Curvelo 26 de julho de 2018 às 14:00

As vendas brutas sob insígnia do Grupo Dia ascenderam a 4.600,4 milhões de euros no primeiro semestre do ano, o que traduz uma queda homóloga de 9,2%. Em Portugal, onde detém os supermercados Minipreço, as vendas caíram 3,3%, para os 395,2 milhões de euros, anunciou esta quinta-feira o grupo de distribuição. Excluindo o efeito cambial, que afectou os resultados do Brasil e Argentina, as vendas brutas aumentaram 1,4%.

Em Espanha, principal mercado do Dia, as vendas até Junho totalizaram 2.689,6 milhões de euros, menos 2,9% do que um ano antes. O país vizinho representa 58,5% das vendas do grupo, tendo aumentado o seu peso face a Junho de 2017, quando se cifrava em 54,7%. O mercado português representa 8,6% do total, mais 0,5 pontos percentuais do que no primeiro semestre do ano passado.

As operações no Brasil somaram 805,2 milhões de euros, uma quebra de 19,8%. Excluindo o efeito cambial as vendas recuaram 3,4%. A empresa destaca o impacto que a greve dos camionistas teve nas operações no país.

Mas onde o efeito da desvalorização das divisas mais se fez notar foi na Argentina. As vendas de 710,4 milhões de euros traduzem uma descida de 19,3%, só que sem o efeito cambial as vendas teriam aumentado 22,9%.

Os lucros líquidos ajustados situaram-se nos 66,1 milhões de euros no primeiro semestre, uma queda de 38,2%. O EBITDA ajustado recuou 19,1%, para os 225,7 milhões de euros.




pub