Concorrência & Regulação Margrethe Vestager: CGD e Novo Banco foram "casos muito complicados" mas com "bom resultado"

Margrethe Vestager: CGD e Novo Banco foram "casos muito complicados" mas com "bom resultado"

No que diz respeito a assuntos de concorrência em Portugal, Vestager admitiu conhecer melhor o sector financeiro. A comissária europeia falava no Web Summit.
Margrethe Vestager: CGD e Novo Banco foram "casos muito complicados" mas com "bom resultado"
Bruno Simão/Negócios
Wilson Ledo 07 de novembro de 2017 às 12:34
A Comissária Europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager, defendeu esta terça-feira, 7 de Novembro, que os casos recentes da Caixa Geral de Depósitos e do Novo Banco foram "muito complicados" em termos de análise de concorrência.

Contudo, ambos tiveram "bons resultados", destacou numa conferência de imprensa à margem do Web Summit em Lisboa.

Confrontada com o seu conhecimento do mercado português, Vestager reconheceu que dominava melhor "o mercado financeiro".

Deste modo, referiu-se ao processo de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos em 3,9 mil milhões de euros e de venda de 75% do Novo Banco à Lone Star, num acordo onde estavam previstos auxílios de Estado. Nos dois casos, Bruxelas acabou por dar "luz verde".

"Apreciamos a cooperação com as autoridades portuguesas", ressalvou a comissária europeia, destacando os sinais de recuperação da economia portuguesa.



Saber mais e Alertas
pub