Construção “Mesmo que quisessem, as construtoras não conseguiam sair das concessionárias”

“Mesmo que quisessem, as construtoras não conseguiam sair das concessionárias”

Presidente executivo da Mota-Engil defende necessidade de estabilidade regulatória, numa altura em que o risco de Portugal afastou o interesse dos fundos nestes activos .
“Mesmo que quisessem, as construtoras não conseguiam sair das concessionárias”
Maria João Babo 06 de Fevereiro de 2013 às 20:30

O CEO da Mota-Engil e presidente da concessionária Ascendi lamentou que o actual momento seja de “grande instabilidade regulatória”, o que impede o interesse de fundos de investimento ou de pensões na aquisição dos activos concessões.

 

Questionado na comissão parlamentar de inquérito às PPP sobre as razões porque são as construtoras as accionistas das concessionárias, Gonçalo Moura Martins frisou que, neste momento, mesmo que quisessem sair não conseguiam”, devido designadamente ao risco que Portugal passou a representar.

 

“Existe a necessidade de ter um quadro regulatório estável”, destacou, lembrando a situação pela qual está a passar o sector da construção.

 

Gonçalo Moura Martins referiu ainda que todas as grandes construtoras mundiais, como a Vinci, são também as maiores concessionárias.   

 

O responsável explicou que, após a construção destas vias, em função das estratégias dos grupos, uns querem sair, sendo os grandes adquirentes do capital das concessionárias os fundos, porque encontram nestes investimentos estabilidade e “cash flows”.

 

Na semana passada, o secretário de Estado das Obras Públicas, Sérgio Monteiro, interrogou-se no Parlamento "por que razão é que são as construtoras as [entidades] que têm a maioria do capital das concessionárias" rodoviárias.

 

"Por que é que são as construtoras que têm a maioria do capital das concessionárias? Porque é que não são fundos de investimento ou consórcios internacionais?", questionou. "Porque o ganho imediato vem da obra e o ganho recorrente vem da obra que se faz ao longo do tempo", argumentou.

 




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado quico_jneg 06.02.2013

Ora ao menos foi correto a dizer que o ganho imediato vem da obra. Quer isto dizer ficaram com a concessão por x anos, sendo que o calculo deste anos são efceturados calculando o preço da obra e obras a efectuar. Só que neste preço esta incluido o preço do custo acrecido das margens de construção e juros e ainda acrescido dos lucros espectaveis da operação. Enfim lucros duplicados a custa de um politico que fez promessas eleitorais iresponsaveis, tomou iresponsavelmente as medidas para concretizar as suas promessas e foi embora sem poder ser responsabilizado por nada. No tempo de salazar havia presos politicos e agora necessitamos de politicos presos

comentários mais recentes
asCeta6nmqpb Há 2 semanas

http://avodartonline.cricket/ - avodart online http://ventolin.red/ - ventolin http://buyalbendazole.men/ - buy albendazole online http://effexoronline.trade/ - buy effexor online http://singulair10mg.science/ - singulair 10mg price

asCetalnff7x Há 2 semanas

http://benicargeneric.science/ - benicar generic http://buy-effexor.red/ - effexor er http://cialissofttabs.top/ - cialis soft tabs http://generic-advair.xyz/ - advair http://genericcymbalta.trade/ - cymbalta http://provera-10mg.cricket/ - provera

asCeta0ck42a Há 23 horas

http://cheapviagra.date/ - where to buy cheap viagra online http://buycephalexin.men/ - keflex on line http://nolvadexpct.science/ - nolvadex http://buy-prozac.stream/ - purchase prozac online http://atenolol25mg.click/ - buy atenolol online http://allopurinol-online.trade/ - allopurinol on line

Contra a partidocracia 07.02.2013

http://www.facebook.com/events/226642520804441/ CERCO AO PARLAMENTO a partir de 2 de Março pela QUEDA DA PARTIDOCRACIA, por um NOVO SISTEMA POLÍTICO com ELEIÇÃO DIRETA DOS DEPUTADOS http://www.youtube.com/watch?v=dq5qdBFqMEQ

ver mais comentários
pub