Construção Mota-Engil procura 110 estagiários

Mota-Engil procura 110 estagiários

A construtora acaba de abrir candidaturas para o novo programa de trainees. Procuram-se licenciados em várias áreas, da engenharia até à economia e arquitectura e que estejam disponíveis para serem colocados em vários cantos do globo. Nos últimos programas a empresa ficou com 90% destes candidatos.
Mota-Engil procura 110 estagiários
Ana Brígida/Negócios
Ana Batalha Oliveira 05 de julho de 2018 às 16:18

A Mota-Engil está a aceitar candidaturas entre as quais quer seleccionar 110 estudantes recém-formados para estágios. Os candidatos tanto podem ter o grau de licenciado como de mestre para serem considerados.

Start@ME é o nome do programa de trainees que se prolonga por um ano e meio e que oferece "um conjunto de oportunidades de emprego em diversas áreas e em diferentes países", avança a empresa em comunicado. 

Nos últimos anos mais de 90% dos candidatos acabaram por ficar na empresa, de acordo com fonte oficial da Mota-Engil. No ano passado este programa contou com 130 vagas e nos anos anteriores foram 30 as vagas abertas.

A empresa procura sobretudo engenheiros. As opções dentro deste ramo incluem engenharia civil, mecânica, electrotécnica, geotécnica, geoambiente, geológica, do ambiente, topográfica e de gestão industrial.  Contudo, também há espaço para alunos de economia, gestão, contabilidade, recursos humanos e até arquitectura.

Quanto ao leque de destinos nos quais a empresa pretende acolher os trainees, estende-se por países como Portugal, Irlanda, Perú, Brasil, México, Costa do Marfim, Uganda, Ruanda, Angola, Moçambique, Malawi e Guiné.

"Os trainees beneficiarão de uma experiência de trabalho no terreno e ainda de um plano de formação em sala, complementado com um programa de mentoring com profissionais séniores do Grupo Mota-Engil", explica a construtora.




pub