Desporto Conheça os reforços mais caros dos três "grandes" para esta época

Conheça os reforços mais caros dos três "grandes" para esta época

Os três grandes - Benfica, FC Porto e Sporting - gastaram cerca de 80,3 milhões de euros em reforços para a nova época. Um valor superior aos 62,7 milhões investidos na época passada.
Pedro Curvelo 06 de setembro de 2018 às 16:03
Os três grandes - Benfica, FC Porto e Sporting - gastaram cerca de 80,3 milhões de euros em contratações. Os "dragões", que foram quem mais facturou em vendas, são os mais gastadores.

Para defender o título de campeão conquistado na época passada, o FC Porto investiu 33,8 milhões de euros, mais 12,8 milhões do que um ano antes. O defesa Chancel Mbemba, oriundo do Newcastle, representou o maior gasto: oito milhões de euros. Seguiram-se Paulinho, contratado ao Portimonense por sete milhões, e Waris, chegado do Lorient por seis milhões. Estes dois últimos foram, entretanto, emprestados a Portimonense e Nantes, respectivamente.

O Benfica, que falhou o ambicionado "Penta", gastou cerca de 24,1 milhões de euros em contratações, valor que compara com os cerca de 10 milhões do ano anterior. Destacando-se o médio brasileiro Gabriel, que custou 10 milhões de euros, a aquisição mais cara do futebol português este defeso. Nicolás Castillo, por 6,85 milhões, e Germán Conti, por 3,5 milhões, foram os outros reforços mais caros das "águias".

Em Alvalade, após a "tempestade" com as rescisões de jogadores, o Sporting acabou por gastar 22,4 milhões de euros, abaixo dos 31,75 milhões de um ano antes. A contratação de Raphinha ao Vitória de Guimarães por 6,5 milhões de euros foi a mais dispendiosa, seguiram-se Abdoulay Diaby por cinco milhões e Bruno Gaspar por 4,5 milhões.



Saber mais e Alertas
pub