Desporto Dinheiro apreendido no gabinete de Geraldes era do Sporting

Dinheiro apreendido no gabinete de Geraldes era do Sporting

O dinheiro, apreendido em notas no gabinete do ex-director para o futebol, era proveniente da venda de bilhetes, designadamente os que são distribuídos às claques.
Dinheiro apreendido no gabinete de Geraldes era do Sporting
Negócios 22 de maio de 2018 às 10:02

Os 60 mil euros que foram apreendidos no gabinete de André Geraldes eram do Sporting, noticia o Correio da Manhã, citando o procurador responsável pela investigação ao caso de alegada corrupção no clube.

 

O dinheiro, apreendido em notas no gabinete do ex-director para o futebol, era proveniente da venda de bilhetes, designadamente os que são distribuídos às claques.

 

Segundo o Correio da Manhã, o esquema permitia manter um "saco azul" no clube que levava a que Geraldes dispusesse de dinheiro para pagar os subornos a árbitros de andebol e a jogadores de futebol adversários.

 

A investigação sobre o alegado esquema de corrupção e viciação de resultados no Sporting nas modalidades de futebol e andebol já conta com sete arguidos. Quatro deles são o director para o futebol do Sporting, André Geraldes, e os empresários Paulo Silva e João Gonçalves, além de Gonçalo Rodrigues, igualmente funcionário do clube 'leonino'. 




pub