IPAM: Mundial de Futebol coloca 400 milhões de euros nos pés da Selecção
14 Novembro 2013, 16:49 por Hugo Paula | hugopaula@negocios.pt
5
Enviar por email
Reportar erro
O campeonato mundial de futebol do Brasil vai ter um impacto na economia portuguesa que vai de 200 a 609 milhões de euros, segundo estima o IPAM. A diferença de cerca de 400 milhões depende do sucesso obtido na competição.

A escola de marketing IPAM concluiu que o Mundial de Futebol do Brasil terá um impacto de 200 a 609 milhões de euros na economia portuguesa, segundo comunicado de imprensa.

 

A diferença de 409 milhões depende do sucesso que a Selecção nacional tiver na competição. Os jogadores às ordens de Paulo Bento terão assim responsabilidade sobre o impacto da competição na economia portuguesa, segundo o estudo feito com base num modelo de previsão da agencia estatal britânica, UKSports.

 

O impacto de receitas como as de publicidade, transmissão e apostas, será de 200 milhões mesmo que Portugal não se qualifique para o campeonato a ter lugar no Brasil.

 

Por outro lado, com a qualificação e participação em três jogos da fase de grupos o encaixe para a economia será de 438 milhões de euros, segundo o relatório. Deste montante, 110 milhões são relativos à fase do estágio e 167 milhões relativos aos jogos oficiais. Depois, a competição terá ainda um impacto de 161 milhões nas fases finais (oitavos, quartos, meias finais e final), mesmo se não contar com a participação da equipa portuguesa nesta fase.

 

Finalmente, no caso de Portugal ser campeão do mundo, a economia portuguesa iria registar um acréscimo de actividade de 609 milhões de euros, no total, segundo o relatório. Note-se que, a partir da meia-final, a equipa das quinas fará o número máximo de jogos, sete. Isto, porque mesmo que perca nesta fase e não vá à final, terá de jogar a partida que vai decidir os terceiro e quarto lugares.

5
Enviar por email
Reportar erro
pesquisaPor tags: