Construção 25 anos depois, último troço da A5 em Cascais é inaugurado

25 anos depois, último troço da A5 em Cascais é inaugurado

Com um tráfego diário de 65 mil carros, a A5, que liga Lisboa a Cascais passando por Oeiras, vai agora estender-se por mais 350 metros. Em média, um investimento de 1.700 euros por cada metro.
25 anos depois, último troço da A5 em Cascais é inaugurado
Bruno Simão
Lusa 17 de Novembro de 2016 às 19:29
A Câmara de Cascais vai inaugurar, na sexta-feira, o último troço da autoestrada A5, com a extensão até Birre, num investimento autárquico de 600 mil euros, ficando a via concluída 25 anos depois de chegar ao concelho.

"Esta obra é estruturante não só para Cascais, mas para toda a Área Metropolitana de Lisboa. A mobilidade é uma prioridade e um dos grandes desafios do mandato. Com mais esta obra, que se junta a tantas outras em todas as freguesias do concelho - incluindo também o prolongamento do nó de saída da A5 em São Domingos de Rana -, estamos a reformar toda a rede viária", referiu o presidente do município, Carlos Carreiras, em declarações à agência Lusa.

O autarca explicou ainda que a demora na conclusão se deveu a outras prioridades viárias, como a via de Manique e nó de São Domingos de Rana.

"Chegou finalmente a hora de concluir esta via e dar seguimento a esta obra, indo ao encontro das pretensões de moradores da envolvente e dos utilizadores da A5", acrescentou.

Realizado pela Câmara de Cascais, o projecto traduz-se na criação de uma rotunda no final da A5, a partir da qual saem duas ramificações: uma em direcção a norte do concelho (via Aldeia do Juso) e outra para sul, que irá servir as localidades de Birre, Torre, Areia, Quinta da Marinha e Guincho.

"A ideia foi criar novos canais de distribuição de trânsito que irão descongestionar significativamente a Estrada da Malveira (junto ao actual nó final da A5) no sentido Cascais, com consequências muito positivas no descongestionamento da rotunda de Birre", refere a autarquia, em comunicado.

A Estrada da Malveira, no sentido Cascais, é a principal entrada na vila, apresentando-se frequentemente muito congestionada.

"A partir de sexta-feira, a partir das 16:30 [hora agendada para a inauguração da via], já será possível optar por estas duas novas alternativas, o que possibilitará uma entrada mais fluida em Cascais", aponta a câmara.

O primeiro troço da A5 foi inaugurado em 1944, mas só chegou a Cascais em 1991, tornando-se um dos principais eixos de ligação de Lisboa à Costa do Estoril e a Cascais, numa extensão de 25 quilómetros.

Inicia-se no sopé da Serra de Monsanto, no limite urbano da cidade de Lisboa, e dirige-se rumo ao Vale do Jamor, onde encontra o Estádio Nacional do Jamor e se cruza com a autoestrada A9 (CREL).

Agora, termina a noroeste de Cascais, junto ao limite do Parque Natural de Sintra-Cascais e a escassos quilómetros da Costa Ocidental e da Praia do Guincho.

A via é explorada e mantida pela concessionária Brisa e é portajada.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Lamentável que os jornalistas sejam tão pobres em português, ou que pelo menos não possam rever o que escrevem para poder corrigir gramaticamente.

Boy Podre Há 2 semanas

25 anos para acabar 350 metros? Quantos milímetros dá por semestre?

Ventura Santos Há 2 semanas

A verdade é que se passaram 15 anos desde que os atuais autarcas boicotaram este projeto da presidência de José Luís Judas porque diziam que era um disparate. O retomar das ideias dos outros deve ser uma questão de mais-valias ...

pub