Tecnologias A tecnologia que vai comandar Las Vegas até domingo

A tecnologia que vai comandar Las Vegas até domingo

Drones modulares, assistentes virtuais que ajudam a limpar a casa e a expansão da realidade virtual a vários produtos, incluindo à indústria pornográfica, são algumas das tendências da feira que celebra 50 anos.
Sara Ribeiro 05 de janeiro de 2017 às 16:21

Todos os anos a cidade de Las Vegas abre portas à feira-rainha de tecnologia. É no palco do Consumer Electronics Show (CES) que as gigantes tecnológicas dão o pontapé de saída na apresentação das futuras tendências que vão marcar o universo tecnológico.

De ano para ano as expectativas sobre as principais novidades do sector vão aumentando. E para 2017 são ainda mais elevadas uma vez que a feira celebra 50 anos.

O palco do Consumer Electronics Show viu nascer várias tecnologias e gadgets associados que revolucionaram o dia-a-dia de milhões de pessoas. O gravador de vídeo, o seu substituto DVD e tecnologia Blu-ray foram alguns dos muitos produtos que foram apresentados ao mundo na feira de Las Vegas.

Para a edição deste ano estima-se que sejam apresentados mais de 20 mil produtos desde quinta-feira até domingo, com os drones, a realidade virtual e aumentada, a internet das coisas e os carros autónomos a dominar as expectativas.

O regresso da BlackBerry e a apresentação da Alexa

Ao longo dos cerca de 220 mil metros quadrados da feira, o equivalente a 35 campos de futebol, vão decorrer várias apresentações que as tecnológicas prepararam ao longo destes últimos meses. São vários os produtos que marcam presença assídua desde o arranque da feira, como electrodomésticos, televisores e telemóveis. E apesar de no campo dos smartphones as marcas guardarem as principais surpresas para o Mobile World Congress, que decorre anualmente em Fevereiro em Barcelona, este ano há um modelo muito aguardado em Las Vegas. Trata-se do regresso da BlackBerry.

A TLC, fabricante chinesa que detém a marca BlackBerry, anunciou que vai levantar o véu do novo modelo na CES, apesar dos pormenores do dispositivo só serem revelados no próximo mês em Barcelona. Segundo as imagens divulgadas pela TLC o novo smartphone que terá sistema Android mantém o teclado físico, imagem de marca da BlackBerry.

As assistentes digitais, como a Siri da Apple, têm sido outra das grandes apostas das gigantes tecnológicas. E a apresentação da Alexa, sistema do Echo da Amazon, é outra das principais curiosidades dos milhões de fãs de tecnologia.

Na CES será possível conhecer a Alexa integrada em electrodomésticos como por exemplo no robot aspirador da Samsung. A vantagem? Mal entre em casa basta falar com a Alexa e pedir para limpar a casa, e ela encarrega-se de ‘dar a ordem’ ao aspirador.

A internet das coisas vai tornar a ser uma das estrelas da feira. Mas este ano uma das principais novidades será a integração destas assistentes virtuais aos gadgets, ou seja, do comando de voz para activar a integração entre todos os dispositivos.

Os robots e os drones também têm sido convidados de honra nas últimas edições da CES. E este ano não será diferente. Um dos robots que tem despertado mais a atenção é o Kuri, desenvolvido pela Mayfield Robotics. Isto porque o robot reage a carinhos, como um animal de estimação. O Kuri está desenvolvido com várias câmaras e com a funcionalidade para memorizar as várias caras dos membros da família.

No que diz respeito aos drones, as expectativas em torno das novidades por parte da DJI são grandes. Isto porque a empresa líder nesta categoria reservou dois espaços de apresentação em locais diferentes da feira.

Já a GDU vai apresentar uma novidade que pode revolucionar esta categoria: drones modulares. Ou seja, o facto de poder comprar qualquer câmara à parte, permite reduzir o custo dos drones.

 

A expansão da realidade virtual e aumentada

As cenas dos filmes de ficção científica, tipo Matrix, são cada vez mais uma realidade nos dias de hoje. De ano para ano as tecnológicas desenvolvem soluções para aplicar a tecnologia de realidade virtual e realidade aumentada a número vasto de áreas e produtos além da indústria de jogos.

Segundo a imprensa internacional há rumores que a Qualcomm e a Dell poderão apresentar novos óculos de realidade virtual, não se sabendo se irá haver anúncios da aplicação destas tecnologias aos smartphones – algo que tem estado em estudo pelas tecnológicas.

O entretenimento tem sido outra das áreas que tem olhado com bastante interesse para esta tecnologia. E depois de Hollywood já ter começado a apostar na realidade virtual, os filmes para adultos também vão seguir os mesmos passos.

Segundo a imprensa internacional, pela primeira vez a indústria pornográfica vai estar representada na CES através da Naughty America, produtora norte-americana que está a investir em filmes em 360º.

Carros e mais carros

Mercedes, Toyota, Ford, Honda, Volkswagen e Hyundai. Estas são algumas das marcas de automóveis que vão marcar presença na CES 2017. E já não é a primeira vez.

Com o desenvolvimento dos carros eléctricos e autónomos as feiras de tecnologia têm-se transformado num autêntico salão automóvel para as principais fabricantes do sector. Aliás, os palcos destas feiras têm sido utilizados para anunciar parcerias entre as fabricantes de carros e as tecnológicas como aconteceu com a Honda e a Waymo, empresa da Google.

Ainda não se sabe se este ano as empresas vão fazer anúncios semelhantes mas, para já, uma das apresentações mais aguardadas é a do novo automóvel eléctrico da Faraday Future, o rival da Tesla. O modelo foi apresentado à porta fechada para alguns jornalistas na quarta-feira. Aliás, como já é habitual muitas empresas optam por fazer as conferências um ou dois dias antes da CES abrir portas.

A Mercedes também vai aproveitar a CES para apresentar uma que integra um sistema de digitalização completo, ou seja, que permite ter vários informações desde que sai do armazém até chegar ao destino final.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub