A U-scoot promove as vantagens de usar scooter
26 Agosto 2014, 12:27 por Jornal de Negócios | jng@negocios.pt
3
Enviar por email
Reportar erro
0
Uma plataforma que põe em contacto as empresas do sector e os automobilistas e que quer mudar a forma como nos movemos na cidade.

1. O que é que a empresa faz?

 

A u-scoot promove as vantagens das scooters, com o objetivo de mudar a forma como nos movemos na cidade, melhorando a economia, o ambiente e o tempo no trânsito e a estacionar.

 

Pretende ser uma plataforma que põe em contacto as empresas do sector e os automobilistas, através de portal de informação sobre scooters, com simuladores de poupança e serviços personalizados, ao mesmo tempo que organizará eventos de elevado impacto na sociedade.

 

Será um gerador de oportunidades comerciais para o setor, suportado na promoção dos parceiros, em eventos, numa loja online, e na disponibilização de produtos e serviços exclusivos, como cursos de condução defensiva e outros.

 

E claro, irá também beneficiar do facto de agora já não ser precisa carta de mota para conduzir uma scooter até 125cc, aproveitando também o enorme potencial que o futuro reserva para as scooters elétricas.

 

Constituída em 2013, está ainda a preparar o seu lançamento, tendo já o apoio de diversas instituições e parceiros, com os quais tem vindo a organizar eventos de promoção das vantagens das scooters e está a preparar o seu portal.

 

Foi finalista no Energia de Portugal e no Acredita Portugal 2013 e é atualmente uma das 15 finalistas do prémio EDP Inovação. Reconhecido pela Comissão Europeia, como participante na campanha para a Mobilidade Sustentável, a u-scoot é também integrante do National Supporting  Group do projeto Ele.C.Tra, que irá criar sistemas de scooters elétricas partilhadas em várias cidades da Europa.

 

 

  1. 2. Quais são os principais indicadores financeiros da empresa e quais são as metas a atingir?

 

Estando ainda numa fase de implementação, a u-scoot não apresenta ainda resultados e receitas de relevo. Está a trabalhar para a angariação de um investimento inicial de 50 mil Euros e espera obter receitas anuais na ordem 200 mil euros.

 

 

  1. 3. Quais são os factores diferenciadores da empresa?

 

Sendo uma entidade independente de marcas e fabricantes, a u-scoot promove um conceito com que um vasto leque de entidades particulares e públicas beneficiam, sem promover um produto em concreto.

 

Será a primeira entidade especializada que disponibilizará um Portal exclusivamente dedicado à divulgação das vantagens e informações sobre scooters, com inovadores simuladores de poupança personalizados e a organização de eventos e ações de comunicação transversais que mostrem as múltiplas vantagens deste meio de transporte para a economia, ambiente e para as cidades.

 

O nosso portal terá toda a informação relevante para um automobilista tomar a decisão de optar por uma scooter, com um grande foco em potencias utilizadores, atuais utilizadores de automóveis, diferenciando-se de outros meios de comunicação de motas, onde existe pouca informação sobre scooters. A associação à moda e a embaixadores do projeto, como a cantora Rita Guerra, serão outros fatores diferenciadores.

 

 

  1. 4. Em que mercados está presente?

 

Os clientes com maior potencial para estes produtos e serviços serão residentes nos grandes centros urbanos, com mais de 25 anos (para quem não será necessário tirar carta de mota), e que não tenham filhos pequenos ou que tenham atualmente dois carros.

 

Trata-se de um universo que representa atualmente mais de 2 milhões de pessoas em Portugal, o que constitui um enorme potencial para um mercado que vende atualmente pouco mais de 10 mil scooters por ano. É um mercado com tendência para crescer dada a tendência para a desagregação de famílias e a para a redução de natalidade.

 

Sendo Portugal o pais piloto, a nível internacional existe potencial para uma solução semelhante em países ocidentais onde a presença do automóvel seja muito elevada e haja problemas de trânsito, ambientais e económicos. O target neste caso será o Brasil e EUA.

 

 

  1. 5. Quais são os objectivos para o futuro?

 

Em 2014, a u-scoot pretende angariar o financiamento adequado para o seu lançamento, bem como os parceiros certos para o projeto. Se tudo correr como planeado, o próximo ano será aquele onde passarão a ser conhecidos e divulgados ativamente os serviços da u-scoot, estando o lançamento previsto para a Primavera de 2015. Entretanto a u-scoot pretende continuar a participar em iniciativas de empreendedorismo e a participar e a organizar eventos de promoção das vantagens das scooters.

 

O grande desafio para o futuro, para além de criar a plataforma e serviços associados, é porém o de mobilizar os automobilistas para este meio de transporte, mudando uma "cultura do automóvel", fortemente enraizada na sociedade portuguesa. Para isso, a u-scoot terá de saber adaptar-se à evolução de mentalidades, de lógicas de mobilidade urbanística e da tecnologia, em especial na componente elétrica e de partilha de veículos, que poderá proporcionar um outro potencial para a empresa. 

 

 

3
Enviar por email
Reportar erro
0