Banca & Finanças Accionistas do Montepio com nova chamada para vender acções até 16 de Novembro

Accionistas do Montepio com nova chamada para vender acções até 16 de Novembro

A dona da Caixa Económica Montepio Geral tem em marcha uma oferta voluntária de compra de acções detidas pelos minoritários. Oferece 1 euro e os accionistas podem exercer até 16 de Novembro a venda no âmbito do segundo anúncio.
Accionistas do Montepio com nova chamada para vender acções até 16 de Novembro
Miguel Baltazar
Alexandra Machado 08 de novembro de 2017 às 10:23
A Associação Mutualista Montepio Geral, detentora de mais de 99,7% do capital da Caixa Económica, propõe-se comprar as acções que ainda não estão na sua posse por 1 euro até 16 de Novembro. É uma oferta voluntária de aquisição, anunciada esta quarta-feira, 8 de Novembro, e que confere o segundo anúncio no âmbito da oferta permanente. 

O objecto da oferta são as acções que a mutualista ainda não detém. Estas acções estão já ao abrigo da ordem permanente de compra em vigor desde o dia 16 de Outubro de 2017, quando a perda de qualidade de sociedade aberta do Montepio foi declarada. Segundo o aviso publicado, a mutualista, entretanto, já adquiriu 1.108.256 de acções durante este mês, o que significa que ainda não detém  4.842.054 títulos.

A oferta, segundo o anúncio publicado no DN, no âmbito do segundo aviso, vigora até 16 de Novembro. "Durante o período referido os senhores accionistas da Caixa Económica MG que pretendam aceitar a proposta constante deste anúncio deverão transmitir a sua ordem de venda ao intermediário financeiro legalmente autorizado junto do qual tenham depositadas as respectivas acções". O anúncio esclarece ainda que os intermediários encaminharão para a Caixa Económica - que por sua vez é também o intermediário financeiro da mutualista nesta oferta - as ordens de vendas das acções. 

Esta aquisição custará mais 5,95 milhões de euros (tendo já despendido 1,1 milhões) à mutualista que já tinha lançado uma oferta pública de aquisição, geral e voluntária, das unidades de participação do fundo de participação do Montepio. Depois dessa aquisição, também a 1 euro cada, essas unidades de participação foram convertidas em acções. E são essas acções que a mutualista se propõe agora adquirir até 16 de Novembro. A liquidação será no dia seguinte, 17 de Novembro.

Findo o período da oferta permanente, a mutualista declara, já, que exercerá o seu direito potestativo de aquisição dos restantes títulos. 

Em Outubro, o Montepio tinha comunicado que a ordem permanente de compra se estenderia por três meses, num período compreendido entre 16 de Outubro de 2017 e 16 de Janeiro de 2018 (inclusive), indicava um comunicado da caixa económica presidida por José Félix Morgado. 

(Notícia corrigida às 12:00 com a informação de que se trata do segundo aviso publicado na CMVM, e com a informação de que já adquiriu mais de 1 milhão de acções)





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub