Empresas Acções da Aena e da Abertis suspensas na bolsa de Madrid com notícias sobre OPA

Acções da Aena e da Abertis suspensas na bolsa de Madrid com notícias sobre OPA

O regulador espanhol decidiu suspender as acções depois da imprensa avançar que a Aena pode lançar uma OPA sobre a Abertis, em resposta à oferta lançada pela italiana Atlantia.
Acções da Aena e da Abertis suspensas na bolsa de Madrid com notícias sobre OPA
Bruno Simão/Negócios
Negócios 19 de julho de 2017 às 10:08
A negociação das acções da Abertis e da Aena foi suspensa na bolsa de Madrid esta quarta-feira, 19 de Julho. A suspensão aconteceu depois do jornal espanhol Expansión ter avançado que a Aena, empresa de gestão de aeroportos, ter estudado o lançamento de uma oferta sobre a Abertis, empresa de gestão de auto-estradas.

A notícia sobre esta operação acontece depois da italiana Atlantia ter lançado em Maio uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre 100% da Abertis. A companhia liderada pela família Benetton oferece 16,50 euros por cada acção da Abertis. A fusão das duas empresas dará origem a uma gigante, avaliada em bolsa em 36 mil milhões de euros.

A OPA da Atlantia sobre a Abertis continua em curso sendo que a aprovação do prospecto por parte do regulador espanhol CNMV só deverá ter lugar em Setembro, pois a operação terá de receber a autorização por reguladores de várias jurisdicções: Espanha, União Europeia, Estados Unidos da América, Chile, Argentina e Brasil.

A fusão da Atlantia com a Abertis resultará num operador mundial de infra-estruturas com raízes em Espanha e em Itália e braços no continente europeu, na América Latina e Índia, capaz de facturar 10.000 milhões de euros por ano.

O accionista de referência da Abertia é a Criteria com 22,3% do capital, detida pelos catalães do La Caixa, que controlam o BPI. Apesar da Aena ter estudado lançar uma oferta, o negócio não deverá avançar pois o Governo espanhol, accionista minoritário, rejeita fazer a operação, avança o Expansión.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub