Banca & Finanças Acções do BCP ajustam ao aumento de capital a 17 de Janeiro

Acções do BCP ajustam ao aumento de capital a 17 de Janeiro

Já se conhece o calendário do aumento de capital do BCP. Os direitos começam a negociar na próxima quinta-feira. As acções ajustam ao aumento de capital na terça-feira.
Acções do BCP ajustam ao aumento de capital a 17 de Janeiro
Miguel Baltazar
Sara Antunes 12 de Janeiro de 2017 às 17:34

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) aprovou esta quinta-feira, 12 de Janeiro, o prospecto do aumento de capital do BCP, o que desbloqueia o processo, de acordo com o comunicado emitido para o regulador.

 

Assim, as acções vão ajustar ao aumento de capital na próxima terça-feira, 17 de Janeiro, enquanto os direitos começam a negociar dois dias depois.

 

Os accionistas poderão subscrever os direitos até 2 de Fevereiro. Já as acções que serão emitidas no âmbito da operação começam a negociar no dia 9 de Fevereiro. 

O aumento de capital do BCP está reservado aos accionistas, que receberão um direito por cada acção detida. Consulte a calculadora do Negócios, através da qual pode saber quantos direitos receberá e qual o investimento que terá de realizar. 

Esse direito garante a subscrição de 15 novas acções, mediante o pagamento de 9,4 cêntimos por cada uma. Por exemplo, um pequeno investidor que tenha 1.000 acções do BCP e as mantenha em carteira até ao destaque dos direitos, irá receber mil direitos quando as acções ajustarem. Para participar no aumento de capital, terá de exercer os direitos, através dos quais ficará com mais 15 mil acções do BCP. Neste exercício de direitos irá investir 1.410 euros. 

Um accionista que não queira participar no aumento de capital terá duas opções: vender as acções antes do ajuste (dia 17) ou esperar que os direitos negoceiem e vendê-los - o que poderá fazer a partir de dia 19. 

(Notícia actualizada às 17:47 com mais informação)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub