Automóvel "Acerto de contas" penaliza salários de 278 trabalhadores da Autoeuropa em Osnabrück

"Acerto de contas" penaliza salários de 278 trabalhadores da Autoeuropa em Osnabrück

Este acerto de contas reflectiu-se no pagamento dos salários esta semana, altura em que também a empresa paga o subsídio de Natal.
"Acerto de contas" penaliza salários de 278 trabalhadores da Autoeuropa em Osnabrück
Bruno Simão
Lusa 25 de novembro de 2016 às 23:19

Os 278 trabalhadores da Autoeuropa que estão na fábrica de Osnabrück receberam menos dinheiro este mês devido ao "acerto de contas pelo adiantamento" do destacamento naquela unidade alemã, disse à Lusa fonte oficial da empresa.

Num comunicado, a que a Lusa teve acesso, a Comissão de Trabalhadores da Volkswagen Autoeuropa informou que tinha comunicado "à empresa a sua discordância com a pretensão de descontar no subsídio de Natal o valor de adiantamentos feitos pela mesma a trabalhadores aquando do destacamento para Osnabrück".

Contactada pela Lusa, fonte oficial da Autoeuropa disse que "foram feitos os acertos de conta devido aos adiantamentos" executados aos colaboradores destacados em Osnabrück e que isso resulta de "um acordo entre a Comissão de Trabalhadores alemã e a empresa".

Este acerto de contas reflectiu-se no pagamento dos salários esta semana, altura em que também a empresa paga o subsídio de Natal.

A Autoeuropa "decidiu, apesar da nossa opinião, avançar com o desconto na íntegra do dito subsídio", acrescentou a Comissão de Trabalhadores da construtora automóvel, salientando que até hoje "os descontos têm sido acordados individualmente e variam conforme a situação económica de cada um, não ultrapassando em algumas situações, 1/6 do vencimento".

Por isso, "não compreendemos, nem aceitamos que o mesmo seja feito agora de maneira diferente", concluiu o órgão.

A Lusa contactou António Chora, da Comissão de Trabalhadores da Volkswagen Autoeuropa, que se escusou a fazer comentários sobre o assunto.

Vários trabalhadores da Autoeuropa disseram à Lusa que não tinham recebido o subsídio de Natal por conta do desconto da dívida.




A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Eu 28.11.2016

Só parte desta notícia é verdadeira...deveriam antes de publicar, investigar a realidade. Os primeiros grupos destacados para a vw Osnabrück, não vinham com o dito "adiantamento", mas sim, esse mesmo valor como prêmio de destacamento !!!! Investiguem as brochuras entregues aos trabalhadores

Anónimo 26.11.2016

Quais adiantamentos????? Deram incentivos num valor para as pessoas que quiseram ir e agora estão a tirar?????? Não existem adiantamentos nenhum nem acordos bilaterais é tudo uma farsa, gostava de saber até que ponte são legais estes acertos de contas

Anónimo 26.11.2016

Deveriam entrar em contacto com os trabalhadores de lá e com a comissão de trabalhadores da empresa alemã.
Na minha opinião a notícia deveria de ser mis aprofundada para ser bem entendido este assunto.

Anónimo 26.11.2016

Falso!
Corrupção!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub