Tecnologias Aeroporto de Aruba quer expandir tecnologia portuguesa da Vision-Box

Aeroporto de Aruba quer expandir tecnologia portuguesa da Vision-Box

O aeroporto de Aruba e a Vision-Box assinaram uma nova parceria para expandir a tecnologia portuguesa Aruba Happy Flow, que permite o reconhecimento facial através de dados biométricos dos passageiros.
Aeroporto de Aruba quer expandir tecnologia portuguesa da Vision-Box
DR/Vision-Box
Sara Ribeiro 14 de agosto de 2017 às 16:25

O aeroporto de Aruba e a Vision-Box anunciaram que estabeleceram uma nova parceria para desenvolver, em exclusivo, a tecnologia Aruba Happy Flow - que consiste no reconhecimento facial através de dados biométricos.

Segundo o presidente executivo do aeroporto de Aruba, citado num comunicado enviado às redacções, ao longos dos dois últimos anos a tecnologia Aruba Happy Flow "ultrapassou as expectativas e abriu caminho para uma nova direcção para o aeroporto", sublinhou James Fazio.

"Por outro lado, com esta nova parceria com a Vision-Box, estamos muito entusiasmados por ter a oportunidade de estabelecer um Centro de Excelência pioneiro, no qual procuramos compreender tendências, desenvolver novos produtos e tecnologias em um ambiente real, e apoiar a economia local", acrescentou.

Já Miguel Leitmann, CEO da Vision-Box, sublinha que "o aeroporto de Aruba já adoptou a nova era do conceito de aeroporto digital". E com a nova parceria, "em breve beneficiará da nossa tecnologia de mudança de jogo para o projecto Gateway 2030".

"Estamos convencidos de que esta parceria será a base fundamental para a próxima geração do Happy Flow, reafirmando o Aeroporto de Aruba como um centro de inovação" e "projectando Aruba com um aeroporto mundial altamente reconhecido ".

A tecnologia portuguesa Aruba Happy Flow começou a ser implementada no aeroporto de Aruba em 2015. O sistema tem como objectivo facilitar o reconhecimento facial , mesmo enquanto o passageiro se desloca.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub