Aviação Aeroporto de Lisboa já reabriu após acidente com avião da TAP

Aeroporto de Lisboa já reabriu após acidente com avião da TAP

O fecho do aeroporto ocorreu na sequência de um acidente no sábado com um avião da TAP Express que, segundo a empresa, se deveu "ao rebentamento de um pneu no momento da aterragem".
Aeroporto de Lisboa já reabriu após acidente com avião da TAP
Bruno Simão/Negócios
Lusa 23 de outubro de 2016 às 09:57

O aeroporto de Lisboa já reabriu, estando a operação a decorrer normalmente, dez horas depois do acidente com um avião da TAP Express que rebentou um pneu na aterragem, informou a ANA – Aeroportos de Portugal.

Segundo fonte da ANA, o aeroporto reabriu cerca das 05:00, mas esteve em operação nocturna (condicionada) até às 06:00 como é habitual.

O aeroporto já está em operação normal, mas o acidente levou a que "uma série de voos fossem divergidos ontem à noite [sábado] para Faro e para o Porto", segundo a mesma fonte.

O fecho do aeroporto ocorreu na sequência de um acidente no sábado com um avião da TAP Express que, segundo a empresa, se deveu "ao rebentamento de um pneu no momento da aterragem".

A pista secundária do aeroporto de Lisboa chegou a estar aberta durante a noite para permitir operações de descolagem.

De acordo com a ANA, o acidente ocorreu às 22:35 de sábado, dentro do perímetro aeroportuário, "tendo sido accionados de imediato todos os meios internos e externos para actuação em caso de emergência".

O avião em questão, um ATR 72, efectuara o voo 1971 com origem no Porto quando sofreu o acidente já no perímetro do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

Os 20 passageiros foram desembarcados, tendo saído ilesos do acidente.

O acidente está já a ser investigado pelo Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAA).




A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Jornal de Negócios 23.10.2016

Já procedemos à correcção do erro ortográfico. Obrigado

comentários mais recentes
A SEGURANÇA ERA, DANTES, A IMAGEM DE MARCA DA TAP 23.10.2016

O ACIDENTE DE SÁBADO COM O AVIÃO DA TAP QUE, POR ACASO, NÃO ENVOLVEU FERIMENTOS NOS PASSAGEIROS, É UM EXCELENTE EXEMPLO DAS “MARAVILHAS” DA TAP PRIVATIZADA PELO PULHA PASSOS, PRIVADOS QUE CORTAM NAS DESPESAS DE MANUTENÇÃO E NA SEGURANÇA DOS PASSAGEIROS, PORQUE VISAM APENAS O LUCRO PELO LUCRO.

Anónimo 23.10.2016

Isto está a rebentar pelas costuras, hospitais, o metropolitano... gora a TAP. Onde o xuxalismo se mete deixa marcas.

Corretor 23.10.2016

Ontem uma jornalista duma TVi disse: bla bla "este acidente, não, este incidente porque não causou vitimas" bla bla. Não ficava mal repararem esta incorreção.

Anónimo 23.10.2016

Tap era reconhecida mundialmente lê-la sua segurança. Esta barraqueira e o brasileiro até isso estão a destruir.

ver mais comentários
pub