Automóvel Águas de Portugal duplica postos de carregamento para carros eléctricos

Águas de Portugal duplica postos de carregamento para carros eléctricos

O grupo previa, em Maio passado, instalar 50 postos de carregamento para dar apoio à frota eléctrica que irá comprar. Essas perspectivas foram entretanto revistas, prevendo agora 134 postos.
Águas de Portugal duplica postos de carregamento para carros eléctricos
Bloomberg
Wilson Ledo 11 de outubro de 2017 às 15:54

O grupo Águas de Portugal vai duplicar, face às expectativas de Maio, o número de postos de carregamento de veículos eléctricos a instalar de norte a sul de Portugal.

Se em Maio o grupo constituído por 12 empresas previa instalar 50 postos de carregamento, esse plano está agora nos 134 postos, informou em comunicado.

A Águas de Portugal vai adquirir 127 novos carros eléctricos para sua frota. Em termos de comparação, esse valor representa 14% dos 921 carros eléctricos vendidos durante o primeiro semestre do ano.

A medida está integrada no Plano de Eficiência e Produção de Energia (PEPE) anunciado em Maio, onde o grupo estima poupanças anuais de cinco milhões de euros.

Outra estimativa é de que seja possível "reduzir em cerca de 43% a respectiva emissão de gases com efeitos de estufa, em particular o dióxido de carbono", substituindo viaturas com mais de oito anos de idade. Será também implementado um sistema de georreferenciação e monitorização da frota.

A compra destas viaturas é apoiado pelo Fundo Ambiental ao abrigo da Estratégia Nacional para a Mobilidade Eléctrica, informou a empresa em comunicado.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub