Empresas AICEP desbloqueia apoio a missões luso-mexicanas

AICEP desbloqueia apoio a missões luso-mexicanas

Só agora, depois de Marcelo Rebelo de Sousa ter levado mais de 40 empresas portuguesas ao México, é que a AICEP aprovou a candidatura do projecto de internacionalização da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Mexicana, que já tinha reclamado da falta de resposta estatal.
AICEP desbloqueia apoio a missões luso-mexicanas
O projecto de internacionalização da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Mexicana, agora aprovado pela AICEP, está orçado em aproximadamente meio milhão de euros.
Rui Neves 28 de julho de 2017 às 13:05

A visita do Presidente da República ao México, há duas semanas, deve ter feito soar as campainhas na AICEP para o desbloqueamento do projecto de internacionalização da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Mexicana (CCILM), que teve que adiar o seu calendário de acções naquele país devido ao atraso na aprovação da candidatura ao Portugal 2020.

 

"A AICEP já aprovou", revelou o presidente da CCILM ao Negócios, adiantando que este projecto de internacionalização, que prevê três missões empresariais e a presença numa feira profissional no México, está orçado em aproximadamente meio milhão de euros.

 

A 13 de Julho, em declarações ao Negócios, Miguel Gomes da Costa tinha manifestado o seu desagrado pela "falta de informação sobre as razões para este atraso" da AICEP, quando, disse, "a primeira indicação que tínhamos era de que até Abril haveria uma decisão final por parte da estrutura do Portugal 2020".

 

Um atraso que levou a CCILM a adiar, de Julho para Outubro, a primeira acção promovida no âmbito deste projecto.

 

Com a aprovação da AICEP, "a missão de empresas portuguesas ao México já está então marcada para o período de 23 a 27 de Outubro, contando desta vez com um leque substancialmente mais alargado de consultores locais para acompanharem os empresários portugueses às suas visitas a empresas", sublinhou Miguel Gomes da Costa.

 

A CCILM constatou, de resto, que, "até agora, a atenção dos mexicanos se fixava muito nos negócios que envolvem tecnologias de informação", mas quer alargar o âmbito dos negócios. "Por isso, todas as empresas irão ter antes de partirem um estudo de oportunidades e acompanhamento especializado nas visitas às empresas que escolherem para fazer contactos", garantiu o mesmo responsável.

 

A primeira missão empresarial ao México organizada pela CCILM já conta com a garantia de participação de empresas como a Siroco (robótica e sistemas de controlo), a Inovar Mais (sistemas de informação), a Promanec (engenharia e projectos de construção), a Transitex (transitários), a Kidzania Portugal, o Santander Totta ou a Roland Berger Portugal.

 

Para divulgar esta nova missão pelas empresas portuguesas, a CCILM vai promover, durante o mês de Setembro, conferências em Santarém (na NERSANT), em Leiria (na NERLEI) e em Braga (na InvestBraga), após as quais concluirá a lista das empresas participantes.

 

Além da missão empresarial ao México em Outubro próximo, o projecto de internacionalização da CCILM agora aprovado pela AICEP compreende ainda a vinda de uma comitiva de empresas mexicanas a Portugal, no início do próximo ano, e outra missão empresarial ao México, incluindo a participação numa feira profissional de tecnologia industrial, em Abril.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub