Aviação Air France substituída pela Joon em Portugal

Air France substituída pela Joon em Portugal

Lisboa terá reforço na capacidade dos aviões e o Porto uma nova rota de Inverno. Nas duas cidades, a Air France cede lugar à "companhia dos millennials".
Air France substituída pela Joon em Portugal
Wilson Ledo 25 de setembro de 2017 às 12:44

A operação da Air France em Lisboa e no Porto vai ser substituída pela nova companhia aérea do grupo, a Joon, também conhecida como a "companhia dos millennials".

 

"No caso de Portugal, Porto e Lisboa vão ser servidos pela Joon. Isso significa que a Air France, como marca, vai desaparecer de Portugal", confirmou Jean-Michel Mathieu, CEO da Joon.

 

Tendo em conta que os voos continuarão a ser vendidos pela Air France, o responsável assegura que "serão fornecidas todas as informações que os passageiros precisarem", evitando assim confusões entre as duas insígnias.

 

A Joon chega a Lisboa e ao Porto a 1 de Dezembro. O anúncio foi feito esta segunda-feira, 25 de Setembro, em Paris.

 

Portugal foi o único país a receber duas rotas da "irmã mais nova da Air France". É metade das que foram apresentadas para o território europeu pela transportadora que se quer focar nos  "millennials", entre os 18 e 35 anos, e numa experiência tecnológica.

 

Durante o próximo Inverno, Lisboa terá 28 voos e o Porto outros três. No caso da Invicta, o voo deixa de ser realizado só na época de Verão, como até agora.

 

Em Lisboa, o crescimento será feito através de aviões maiores, A320, "entre 7 e 10%", perspectivou Jean-Michel Mathieu.

 

"Queremos fazer a Joon acessível a todos", afirmou ainda o CEO durante a apresentação da companhia, Jean-Michel Mathieu. Daí que os preços nas rotas europeias arranquem todos nos 39 euros só ida.

 

 O interesse em Portugal para integrar a Joon tinha já sido revelado em Agosto.

 

A Joon, apresentada em Julho passado, integra o grupo Air France - KLM, estabelecendo parcerias com as redes das diferentes companhias que o constituem a partir do aeroporto Charles de Gaulle em Paris.

 

A estimativa é de que 15% dos passageiros vindos de Lisboa partam depois deste aeroporto francês para outros destinos da rede.

 

*Jornalista em Paris, a convite da Air France 




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz Há 3 semanas

AFINAL AINDA SOMOS MAIS LIXO DO QUE ANTES...

A ESCUMALHA QUE NOS DESGOVERNA É QUE VENDE BEM A BANHA DA COBRA...!!!

Anónimo Há 3 semanas

Os tipos dos bairros e subúrbios de França já cá podem vir numa "escapadinha".

Luis Miguel Há 4 semanas

Isto cheira a desinvestimento em Portugal... com esta low cost de preços mais baratos que um jantar num restaurante francês vão aterrar carradas de francius a chinelar vindos dos bidonvilles... também não merecemos mais tal a sujidade das nossas ruas e degradação das estradas do país

Anónimo Há 4 semanas

Há mais companhias aéreas que vêm a Lisboa. Há outros aeroportos importantes na Europa, que não os franceses. Basta escolher. A concorrência existe.

ver mais comentários
pub