Web Summit Airbnb recebe 15 mil durante o Web Summit

Airbnb recebe 15 mil durante o Web Summit

França, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos da América são os países em destaque nos alojamentos locais de Lisboa registados no Airbnb durante o Web Summit, de 7 a 13 de Novembro.
Airbnb recebe 15 mil durante o Web Summit
Bruno Simão
Wilson Ledo 02 de Novembro de 2016 às 12:34
A plataforma Airbnb estima receber cerca de 15.000 hóspedes nos alojamentos que tem registados em Lisboa durante o período do Web Summit, de 7 a 13 de Novembro.

Em comunicado esta quarta-feira, 2 de Novembro, o Airbnb fez saber que os seus parceiros em Lisboa – que chama de anfitriões – deverão obter um rendimento adicionar superior a 2,8 milhões de euros com o evento.

França (2.800 hóspedes), Reino Unido (1.800), Alemanha (1.500) e Estados Unidos da América (1.400) são as nacionalidades em destaque. "A maioria destes viajantes utilizam o programa para viagens de negócios da Airbnb", contextualiza.

O Web Summit, uma das maiores conferências de inovação e empreendedorismo do mundo fundado por Paddy Cosgrave, estreia-se em Lisboa este ano, devendo trazer mais de 50 mil pessoas. Há também a registar várias unidades hoteleiras esgotadas.

O director de políticas públicas da Airbnb para a Europa, Médio Oriente e África será um dos oradores do evento, num painel sobre economia de partilha.

O último estudo do impacto económico da Airbnb mostra que 70% dos hóspedes em Lisboa ficaram alojados fora dos bairros históricos, gastando, em média, 38% do seu dinheiro no comércio local dessas zonas.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub