Tecnologias Alemã Zalando vai abrir centro tecnológico em Portugal

Alemã Zalando vai abrir centro tecnológico em Portugal

A plataforma de moda online escolheu Lisboa para acolher o seu terceiro centro tecnológico fora da Alemanha. A expansão a Portugal arranca em 2018 e prevê a criação de 50 empregos no primeiro ano.
Alemã Zalando vai abrir centro tecnológico em Portugal
Sara Ribeiro 03 de novembro de 2017 às 12:55

A Zalando, plataforma alemã de moda online, vai abrir um centro tecnológico em Lisboa no próximo ano. Este será o terceiro centro da gigante online fora da Alemanha, depois de ter aberto um em Dublin e outro em Helsínquia.

A empresa alemã prevê que o centro esteja operacional no primeiro trimestre de 2018, disse Marc Lamik, responsável pela área de inovação e parcerias da Zalando, durante uma conferência de imprensa esta sexta-feira, 3 de Novembro.

No primeiro ano de operações, prevê criar 50 postos de trabalho de trabalho estando já a recrutar para as áreas de engenharia de software Fronted e Backend, gestores de produto e designers UX, tando da indústria como de instituições académicas.

A vinda da Zalando para Portugal contou com a ajuda da Invest Lisboa, agência de promoção económica e de captação de investimentos da capital portuguesa. "Estamos muito satisfeitos por a Zalando ter escolhido Lisboa para a abertura do novo centro tecnológico. Acreditamos que foi a escolha certa porque Lisboa tem muito talento e está também a trair muito talento externo devido à qualidade de vida e energia da cidade", referiu Rui Coelho, director executivo da agência.

Marc Lamik não revelou números do investimento da Zalando na expansão a Portugal, tendo garantido apenas que não teve "benefícios fiscais". O apoio da Invest Lisboa passou, por exemplo, pela ajuda na escolha do local para instalar o novo centrou, referiu, acrescentando que será "no centro de Lisboa". "Em breve anunciaremos a localização" concreta.

O centro tecnológica em Portugal vai "focar-se no desenvolvimento de uma melhor experiência digita" para os mais de 21 milhões de clientes activos da loja de moda online, que está disponível em 15 mercados europeus. Portugal não integra esta lista e "não está na agenda" da Zalando expandir o site para território nacional.

As operações no centro da Irlanda estão relacionadas com a pesquisa de engenharia e "data scince, enquanto o da Finlândia fica-se no desenvolvimento de" componentes de personalização e influência social fashion", detalha a empresa alemã.

A Zalando, que conta com mais de 12 mil trabalhadores, fechou 2016 com receitas de 3,6 mil milhões de euros através de mais de 70 milhões de encomendas.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Bruno Há 2 semanas

O artigo está carregado de erros ortográficos... Fronted... Scince... Mais rigor e qualidade no que se escreve sff!