Empresas Almerindo Marques deixa presidência da Opway

Almerindo Marques deixa presidência da Opway

Por motivos de saúde, o até aqui presidente deixou o dia-a-dia da Opway. O administrador Miguel Mateus passa a presidente da construtora Opway mas aguarda o regresso de Almerindo Marques.
Almerindo Marques deixa presidência da Opway
Miguel Baltazar
Diogo Cavaleiro 07 de Novembro de 2016 às 12:31

Almerindo Marques abandonou a presidência da Opway. A opção foi tomada por motivos de saúde mas o gestor continua ligado à construtora ainda que sem uma presença diária.

 

Na liderança da construtora que pertencia ao Grupo Espírito Santo desde 2011, Almerindo Marques optou, cinco anos e meio depois, por afastar-se da liderança. Miguel Mateus, que já estava na administração, é o novo presidente. Mas espera voltar a dar o lugar ao gestor.

 

"O que mais desejamos é que recupere", diz ao Negócios Miguel Mateus quando questionado sobre a saída da presidência de Almerindo Marques. Segundo o agora presidente, é mais fácil a recuperação de Almerindo Marques estando afastado da presidência diária. 

 

A saída da presidência executiva, decidida pelo próprio, não significa um afastamento total face à construtora. "Continua ligado ao conselho de administração mas não é executivo. Estamos sempre em contacto", frisa ainda Miguel Mateus. A administração da Opway conta ainda com Paulo Curado como responsável pelo pelouro financeiro.

 

A Opway, foi apanhada pelas dificuldades dos seus accionistas, sociedades do Grupo Espírito Santo, tendo recorrido a Processos Especiais de Revitalização para recuperar-se e evitar a insolvência. Nesta altura, a empresa é detida pelos seus gestores, incluindo Almerindo Marques, e ainda tenta recuperar-se e pôr em acção o plano acordado com os credores.

 

Foi em 2011 que o gestor saiu da Estradas de Portugal para a Opway. Antes disso, esteve na presidência da RTP. Todas empresas em que teve de fazer um esforço de reestruturação financeira. A construtora, por exemplo, segue a necessidade de redução de dívida, identificada há vários anos, e a venda de activos, conforme os três gestores admitiram em entrevista ao Negócios em Março do ano passado. 




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Gatunos Há 3 semanas

Por onde passou este Almerindo deixou uma CARRADA DE DIVIDAS para os contribuintes Tugas pagarem , merece uma medalha no dia de Portugal por ser um dos "figurões" que se "safaram" a por Portugal na bancarrota.

comentários mais recentes
Carlos Antonio Há 1 semana

O Sr. Dr. Almerindo Marques é uma nódoa como gestor, entrou na OPWAY e destruiu toda uma estrutura empresarial, que apesar das dificuldades, funcionava.
1º começou pela parte mais fácil - despedir a maioria dos trabalhadores, deixando os amigos
2º vender equipamentos
3º não vencer obras

Ze do Malho Há 2 semanas

Este cancer ambulante que se junte ao capanga do Ricardo Salgado e que facam uma viajem se retorno. Socios mas pediam os creditos para nao pagar a Porca da Caixa, onde ninguem vai preso por gestao danosa burla e vigarice da pessada. Vivam as politicas dos Porcos

antero augusto torres sampaio Há 3 semanas

s mdelhora

Anónimo Há 3 semanas

Coitado, há anos que se arrasta mas não quer deixar o poder. Vai morrer a pensar que ainda manda ... e bebe uns copos de tinto.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub