Telecomunicações Altice tem nova estrutura na Europa e autonomiza EUA

Altice tem nova estrutura na Europa e autonomiza EUA

A separação da Altice USA da Altice NV terá efeitos através de uma separação da unidade holandesa Altice NV, anunciou a operadora, acrescentando que a Altice Europa irá reorganizar a sua estrutura.
Altice tem nova estrutura na Europa e autonomiza EUA
Ivan Guilbert/Bloomberg

A Altice NV anunciou esta segunda-feira, 8 de Janeiro, que o seu conselho de administração aprovou os planos para a Altice USA se separar (proceder a um spin-off) da filial holandesa da operadora.

 

A Altice NV passa, entretanto, a ter um novo nome: Altice Europa.

 

"A separação permitirá a cada uma das unidades focalizar-se mais nas diferentes oportunidades de criação de valor nos seus respectivos mercados e garantirá uma maior transparência para os investidores", refere o comunicado.

 

A Altice NV pretende ter concluída esta operação no final do segundo trimestre de 2018 , após a aprovação dos reguladores e dos accionistas da empresa.

 

Após o spin-off, sublinha o comunicado, as suas empresas serão lideradas por equipas de gestão diferentes. Patrick Drahi, fundador da Altice, manterá o controlo de ambas as empresas e será o presidente do conselho de administração da Altice Europa e "chairman" da Altice USA.

 

Simultaneamente, o "board" da Altice USA, por meio dos seus administradores independentes, aprovou esta segunda-feira um acordo de princípio para o pagamento de um dividendo [em numerário] de 1,5 mil milhões de dólares (1,25 mil milhões de euros) a todos os accionistas logo após a conclusão do spin-off.

 

A aprovação formal do dividendo e o estabelecimento de uma data de registo deverão ocorrer no segundo trimestre deste ano, refere a Altice.

 

A empresa destaca ainda que o pagamento do dividendo será financiado através do instrumento de financiamento disponível da Optimum (ex-Cablevision) e por um novo financiamento na Optimum.

 

A Altice NV usará 625 milhões de euros dos seus 900 milhões de euros de receitas obtidas com o dividendo da Altice USA para pré-pagar parte do instrumento de financiamento corporativo da Altice, e manterá 275 milhões de euros no balanço.

 

Além disso, a administração da Altice USA autorizou um programa de recompra de acções no valor de dois mil milhões de dólares (1,66 mil milhões de euros), a efectivar assim que esteja concluída a separação das unidades holandesa e norte-americana.

 

Tendo em vista uma maior responsabilização e transparência, a Altice Europa vai reorganizar a sua estrutura, que engloba a Altice França (onde se incluem os territórios ultramarinos franceses), a Altice International e uma nova subsidiária de nome Altice Pay TV.

 

No passado dia 9 de Novembro, o então presidente executivo da Altice, Michel Combes, apresentou a sua demissão do cargo. No seguimento da saída do gestor, a Altice anunciou uma reorganização na gestão do grupo.

 

Dexter Goei tomou de novo as rédeas da dona da Meo, como CEO – cargo que passou a acumular com o de presidente do conselho de administração e presidente executivo da Altice USA. No entanto, o gestor abandonou o cargo de chairman do grupo, passando este a estar de novo nas mãos de Patrick Drahi.

(notícia actualizada à 01:45 de terça-feira, 9 de Janeiro)




pub